Japão/Nuclear

Novo alerta na central nuclear Fukushima Daishii

Vista aérea da Central de Fukushima Daishii, no Japão
Vista aérea da Central de Fukushima Daishii, no Japão Reuters

O alerta foi dado durante a tarde desta segunda-feira, pouco depois de o primeiro-ministro japonês, Naoto Kan, ter declarado que a situação estava praticamente resolvida. A Agência de segurança nuclear não soube informar a origem da fumaça vista na Central Fukushima Daishii.

Publicidade

A fumaça branca escapou nesta segunda-feira do reator 2 da central nuclear de Fukushima Daishii, no Japão, pouco depois de uma fumaça cinza ter sido vista saindo do reator 3. De acordo com o operador da central nuclear, Tokyo Eletric Power, os empregados da usina receberam ordem de deixar o local.

O reator 3 é um dos mais danificados pelo terremoto e o tsunami de 11 de março. As autoridades japonesas anunciaram que realizariam medições de radiotividade no mar, na região que se situa a proximidade da central nuclear e de onde escaparam substâncias radiotivas depois do terremoto.

Um responsável da Agência de segurança nuclear japonesa teria reconhecido que uma pequena quantidade de substância radioativa poderia ter se espalhado no mar. Mas segundo ele, se essa informação se confirmar, o nível de radioatividade é baixo e não poderia ser nocivo para a saúde. Níveis anormais de radioatividade, devido a presença de iodo 131 e césio 137, já foram observados em alimentos e na água da torneira de vários lugares do Japão, inclusive de Tóquio, que fica a 250 quilômetros de Fukushima.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI