China/Censura

Cristãos presos na China por tentar rezar missa da Páscoa ao ar livre

Católicos chineses fazem fila para comungar na Catedral Xishiku, controlada pelo Estado na zona norte de Pequim.
Católicos chineses fazem fila para comungar na Catedral Xishiku, controlada pelo Estado na zona norte de Pequim. REUTERS/Petar Kujundzic

Chineses cristãos que desafiaram as autoridades ao tentar rezar uma missa ao ar livre, num bairro de Pequim, acabaram sendo presos pela polícia.

Publicidade

A polícia chinesa prendeu neste domingo de Páscoa dezenas de cristãos de uma paróquia da zona noroeste de Pequim que tentaram realizar uma missa ao ar livre não autorizada pelo governo. Apesar de terem explicado que a celebração não tinha nenhuma conotação política, a autorização foi rejeitada pelas autoridades locais. No restante do país, as missas organizadas pelos chineses cristãos para celebrar a Páscoa aconteceram sem incidentes. 

Os responsáveis pelos cultos na Igreja de Shouwang tinham pedido ao governo permissão para rezar missas ao ar livre depois que eles foram despejados do local que ocupavam num bairro de Pequim. A congregação de Shouwang conta com cerca de mil fiéis e não aceitou ser administrada pelo Partido Comunista Chinês.

Nos últimos anos, o PCC atenuou as restrições relacionadas com práticas religiosas. Mas o litígio com a congregação de Shouwang pode ser o sinal de um novo endurecimento por parte do regime. 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI