Imprensa francesa

União Europeia está no centro do debate eleitoral francês

Diários franceses 26/03/2012
Diários franceses 26/03/2012 RFI

A apenas cinco dias do primeiro turno, os jornais franceses apontam que a Europa virou um dos principais temas da campanha eleitoral.

Publicidade

Le Figaro anuncia em sua primeira página as três principais questões do primeiro turno das eleições: Quem vai sair na frente e com qual vantagem? Quem será o "terceiro homem"? Qual será a relação de forças entre a direita e a esquerda? Em seu editorial, o jornal conservador defende a proposta do presidente-candidato Nicolas Sarkozy de reorientar a ação do Banco Central Europeu (BCE) a favor do crescimento.

"A Europa, bode expiatório do final da campanha", diz a manchete de Les Echos. O diário especializado em economia afirma que a Europa foi "constantemente apresentada de maneira negativa" durante o debate eleitoral, pois é muito mais fácil culpar a união monetária pelos problemas atuais da França.

Les Echos afirma que enquanto os representantes dos extremos propõem soluções mais radicais, como a saída da zona do euro para a Frente Nacional ou a denúncia do Tratado de Lisboa, nada fáceis de colocar em prática, o presidente Nicolas Sarkozy e o socialista François Hollande têm dificuldades em formular propostas que sejam ambiciosas e tenham credibilidade.

"Europa, BCE e mercados financeiros: a Frente de Esquerda impõe o debate", afirma a manchete de L'Humanité. O diário comunista explica que as propostas de Jean-Luc Mélenchon obrigaram os dois principais candidatos a mudarem suas posições sobre alguns temas, como o papel do Banco Central Europeu.

A Europa também é o tema da reportagem de capa do católico La Croix, que afirma em sua manchete que o crescimento é "o novo objetivo europeu". "Em um momento em que os planos de austeridade pesam sobre vários países e ameaçam a França, a retomada da economia se impõe em todo lugar como uma prioridade", escreve La Croix.

 

Esquecidos

Libération aponta os temas "esquecidos" no debate eleitoral: a pobreza, o meio ambiente, a dependência, a justiça e a saúde. Segundo uma pesquisa de opinião publicada pelo jornal, 67% dos franceses pensam que a campanha não abordou os "verdadeiros problemas" e 61% a consideraram "decepcionante".

Já o jornal Aujourd'hui en France destaca o alto percentual de indecisos e se pergunta que influência eles podem ter no resultado do primeiro turno. Segundo uma pesquisa divulgada hoje, 26% dos eleitores ainda não escolheu um candidato.

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI