Acesso ao principal conteúdo
Imprensa

Alta de impostos penaliza todos os contribuintes franceses, dizem jornais

Capa do jornal francês Le Figaro desta segunda-feira, (01)
Capa do jornal francês Le Figaro desta segunda-feira, (01) lefigaro.fr
Texto por: RFI
3 min

A alta dos impostos prevista no projeto de orçamento do governo francês para 2013 é o assunto em destaque da imprensa desta segunda-feira. Os jornais estudaram todas as medidas e revelam todos os detalhes e supresas fiscais preparados pela equipe do presidente François Hollande.

Publicidade

O que você vai realmente pagar, escreve em título o conservador Le Figaro, lembrando que a alta de impostos para os contribuintes é sem precedentes no país e vai permitir ao governo arrecadar 24 bilhões de euros extras aos cofres públicos. O jornal citou cinco exemplos de trabalhadores e proprietários de empresas para mostrar o impacto real das medidas e concluiu que, famílias com dois ou três filhos, solteiros ou aposentados, todos vão ter que desembolsar mais.
Em editorial, o Le Figaro afirma ainda que as pessoas bem sucedidas na França correm o risco de ser duplamente penalizadas já que além dos salários, o governo também decidiu taxar o capital, ou seja, vai abochanhar uma parte dos lucros de aplicações financeiras, por exemplo.

O Les Echos destaca em sua manchete que depois de apresentar o projeto para o orçamento, o governo francês revela hoje seu plano para aumentar a contribuição para a seguridade social que deverá ficar entre 4 e 5 bilhões de euros. Dobrar impostos sobre a cerveja, aumentar em 0,15 a taxação sobre aposentados e dos empreendedores estão entre as medidas.
Para o jornal, o governo afirma que os mais ricos vão contribuir mais, mas nem todo mundo concorda e os debates sobre esse esforço fiscal estão acalorados no país.

A Europa é que está levando a França para esse rigor, escreve em título o jornal católico La Croix que traz um caderno especial sobre o pacto fiscal europeu que será encaminhado amanhã ao parlamento francês para aprovação. Em sua manchete o jornal mostra os déficits públicos dos 17 países da zona do euro e a França, com um rombo de 4,5% do PIB, é o sexto pior aluno do bloco.

O pacto fiscal europeu e as medidas de rigor levaram 80 mil franceses a protestar ontem em Paris e o jornal comunista L'Humanité estampou uma foto da manifestação afirmando que milhares de franceses não estão dispostos a sofrer as consequências dos planos de austeridade.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.