Cuba/ Eleições

Após Sandy, cubanos votam em 2º turno de eleições municipais

Pessoas diante de casa destruída pelo furacão Sandy na cidade de Palma Soriano, próximo a Santiago.
Pessoas diante de casa destruída pelo furacão Sandy na cidade de Palma Soriano, próximo a Santiago. REUTERS

Aproximadamente um milhão de cubanos foram convocados a votar neste domingo no segundo turno das eleições municipais, em 13 províncias do país. Prevista para o fim de semana passado, a votação foi adiada devido à passagem do furacão Sandy, que fez 11 mortos e causou destruição na ilha.

Publicidade

Esta é a primeira etapa no processo eleitoral que deve resultar em uma renovação da direção do país em fevereiro. O segundo turno será realizado mais tarde nas duas províncias mais atingidas pela tempestade, em 11 de novembro, em Holguin, e em data posterior em Santiago.

Ao todo, 3.210 seções de voto estarão abertas das 6h às 19h, no horário local, a maioria nas províncias de Havana e Santa Clara. No primeiro turno, em 21 de outubro, 13.214 vereadores foram eleitos para dois anos e meio de mandato. A participação chegou a 94,21% da população, sobre um total de 8,5 milhões de eleitores, segundo a Comissão eleitoral nacional.

“Nós consideramos os resultados como uma demonstração do apoio ao sistema”, afirmou a presidente da Comissão eleitoral nacional, Alina Balseiro.

Como não podia apresentar candidatos, a oposição pede para que os eleitores votem em branco ou nulo. No primeiro turno, os votos brancos chegaram a 4,97% e os nulos a 4,45%, segundo a Comissão.

Os conselheiros municipais designarão em seguida os candidatos às eleições das quinze assembléias provinciais e a metade dos candidatos à Assembleia nacional, eleitos por cinco anos. A outra metade é designada por organizações como sindicatos e comitês de bairro.

Os escrutínios devem ser realizados no começo de 2013 e aproximadamente 600 membros da Assembleia nacional elegerão então o Conselho de Estado, que conta com 31 membros atualmente, e designa o presidente.

A eleição do presidente do Conselho de Estado, Raúl Castro, desde fevereiro de 2008, ocorre tradicionalmente em 24 de fevereiro, data do aniversário do início da guerra da independência de 1895. Castro deve tentar um segundo mandato.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI