Itália/ Imigração

Naufrágio de barco na Itália mata 10 imigrantes clandestinos

Imigrantes em embarcação tentam chegar em Lampedusa, na Itália, em 8 de outubro.
Imigrantes em embarcação tentam chegar em Lampedusa, na Itália, em 8 de outubro. REUTERS

A guarda costeira italiana encontrou neste domingo os corpos de mais sete imigrantes clandestinos mortos no naufrágio, na noite de sábado, de uma embarcação proveniente da Líbia. O barco tentava chegar à ilha de Lampedusa, na Itália. Desta maneira sobe para 10 o número de mortos na tragédia.

Publicidade

Os corpos recuperados no mar são de três homens e quatro mulheres. A guarda costeira já tinha encontrado na noite de sábado os corpos de três mulheres e socorrido 62 homens e oito mulheres, uma delas grávida, que foram transportados à bordo de uma unidade da Marinha italiana para a ilha, segundo a agência de notícias Ansa, que não precisou a nacionalidade das vítimas.

A embarcação naufragou a 35 milhas da Líbia e 140 milhas de Lampedusa, que fica no extremo sul da Itália.As autoridades italianas foram alertadas por uma ligação feita de um telefone via satélite. A guarda costeira avisou as autoridades de Malta e da Líbia e um avião maltês localizou o barco.

Em setembro, outro naufrágio de uma embarcação de imigrantes deixou dezenas de mortos, segundo testemunhos de sobreviventes, mas somente seis corpos foram recuperados.

Durante a “primavera árabe”, aumentou o número de desembarques de imigrantes nas costas Italianas, principalmente em Lampedusa, na Calábria e em Apúlia.

Oito mil imigrantes ilegais desembarcaram entre janeiro e setembro de 2012 na Itália, indicou o governo italiano em setembro.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI