Egito/protestos

Protestos contra e a favor de presidente dividem Egito

Manifestantes carregam faixa com dizeres: "Morsi, vá embora", nesta sexta-feira.
Manifestantes carregam faixa com dizeres: "Morsi, vá embora", nesta sexta-feira. REUTERS/Mohamed Abd El Ghany

O presidente egípcio, Mohamed Morsi, insistia na sexta-feira que o Egito está a caminho da “liberdade e democracia”, um dia após ter reforçado seus poderes, ato que provocou confrontos entre partidários e rivais, além de provocar preocupação no exterior. Opositores anunciaram uma concentração na emblemática praça Tahir, no centro do Cairo.

Publicidade

“Eu quero estabilidade política, social e econômica – e estou trabalhando para que isso aconteça”, declarou Morsi diante de uma concentração de partidários islâmicos diante do palácio presidencial. Já opositores do novo presidente iniciaram uma semana de concentração na emblemática praça Tahir, símbolo dos protestos que derrubaram o ditador Hosni Mubarak no ano passado. Eles também estão chamando a população para participar de um protesto em massa na próxima terça-feira.

Confrontos entre manifestantes e policiais foram aconteceram perto da praça. Segundo testemunhas, os opositores ao atual regime atearam fogo a um caminhão da polícia.

Uma declaração presidencial anunciada pela TV na quinta-feira, informava que o presidente passava a ter poderes reforçados. Declarações constitucionais, decisões e leis promulgadas pelo presidente passam a ser finais, sem possibilidade de apelação.

A noticia foi um golpe para o movimento pró-democracia que derrubou Mubarak, revelando o medo de que os islâmicos se tornem cada vez mais poderosos. A preocupação também veio do exterior: Washington fez um apelo à calma e para que os partidos trabalhem juntos. A União Europeia declarou que “é imprescindível que o processo democrático se complete, respeitando os compromissos firmados pela liderança atual”.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI