ONU/Palestina

Assembleia Geral da ONU reconhece Palestina como Estado observador

Palestinos de Ramallah, capital da Autoridade Palestina na Cisjordânia, comemora resultado da votação na ONU.
Palestinos de Ramallah, capital da Autoridade Palestina na Cisjordânia, comemora resultado da votação na ONU. REUTERS

Por 138 votos a favor e nove contra, além de 41 abstenções, a Assembleia Geral da ONU aprovou o reconhecimento da Palestina como um Estado observador não-membro , apesar da feroz oposição dos Estados Unidos e de Israel. A população palestina comemorou o resultado nas ruas.

Publicidade

“A Assembleia Geral da ONU está convidada a redigir uma certidão de nascimento a um verdadeiro Estado da Palestina”, declarou o presidente da Autoridade Palestina Mahmoud Abbas antes da votação. Ele prometeu “tentar reanimar as negociações” de paz com Israel, que estão paralisadas há mais de dois anos. “Não estamos aqui para complicar o processo de paz, mas para tentar um último e sério esforço”, insistiu.

A votação tem grande carga simbólica, pois acontece há exatos 65 anos após a aprovação pela ONU da partilha em dois Estados do Protetorado Britânico na Palestina, divisão que os árabes rejeitaram e que propiciou meses depois a criação do Estado de Israel

A secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, declarou que o resultado é contraproducente para as negociações de paz na região. Já o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu acusou, através de um comunicado, que o discurso de Abbas estava cheio de “propaganda mentirosa”.

Os palestinos da Faixa de Gaza e Cisjordânia comemoraram com tiros ao ar e muita euforia o resultado da votação.

Com o novo status de "Estado observador" ou "Estado não-membro" a Palestina pode agora se candidatar às agências das Nações Unidas, como a Organização Mundial da Saúde ou a Organização Mundial do Trabalho, além de poder recorrer a Corte Penal Internacional (CPI), maior instância jurídica da ONU, para denunciar Israel não mais por invasão de territórios, mas pela invasão de um Estado.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI