Acesso ao principal conteúdo
Vaticano/conclave

Conclave para eleger novo papa começa no dia 12 de março

O cardeal brasileiro, Odilo Scherer, um dos nomes apontados a suceder Bento 16, chega para o quinto dia de reunião no Vaticano.
O cardeal brasileiro, Odilo Scherer, um dos nomes apontados a suceder Bento 16, chega para o quinto dia de reunião no Vaticano. REUTERS/Alessandro Bianchi
Texto por: RFI
3 min

Um comunicado do Vaticano dilvulgado nesta sexta-feira à noite anunciou que o conclave para eleger o novo papa será realizado na próxima terça-feira, dia 12 de março. Hoje foi o quinto dia de reuniões dos cardeais a portas fechadas, que acontecem após a demissão histórica do Papa Bento 16 para definir os rumos da Igreja Católica.

Publicidade

De acordo com o porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, uma nova congregação geral dos cardeais está prevista para este sábado e outras sessões podem acontecer na segunda-feira.

Até o momento, uma centena de cardeais, eleitores ou não, discursaram nas reuniões pré-conclave. Entre os assuntos abordados nesta sexta, Lombardi citou o papel das mulheres na Igreja, diálogos entre religiões, questões de bioética, além de outros temas abordados nos dias anteriores, como a evangelização e o ecumenismo.

Dois campos

De acordo com a imprensa europeia, dois campos começam a se definir entre os partidários de uma reforma na Igreja Católica e favorável à eleição de um papa italiano, e a vanguarda da Cúria que dá preferência a um papa estrangeiro. Enquanto a primeira prega mudanças profundas no funcionamento da instituição, a segunda defende o sistema atual.

Para o jornal italiano Repubblica, a primeira vertente tem como preferido o cardeal italiano Angelo Scola, que seria apoiado por muitos religiosos estrangeiros, entre eles o cardeal austríaco Christoph Schönborn e outros cardeais americanos.

O segundo grupo seria majoritariamente integrado por italianos, liderado pelo cardeal Angelo Sodano e teria o apoio do secretário de Estado Tarcisio Bertone. Para o jornal, este bloco integraria inclusive "inimigos que se aliaram a favor do brasileiro Odilo Scherer".

No entanto, o Corriere della Sera acredita que os cardeais da Cúria se crêem fortalecidos pelo fato de que Scherer tem um governante italiano a seu favor. O jornal lembra do rumor que existe que o apoio da Cúria, que não está no auge de sua popularidade, pode "queimar um candidato".

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.