Terrorismo/Abu Zeid

França confirma morte de Abu Zeid, principal chefe da Al-Qaeda no Magreb

Imagem do dia 25 de dezembro do ano passado do líder da Al-Qaeda no norte da África, Abdelhamid Abu Zeid.
Imagem do dia 25 de dezembro do ano passado do líder da Al-Qaeda no norte da África, Abdelhamid Abu Zeid. FP PHOTO / SAHARA MEDIA

O presidente francês François Hollande confirmou neste sábado a morte do argelino Abdelhamid Abu Zeid, um dos principais chefes da Al-Qaeda no Magreb, região no norte da África. De acordo com um comunicado divulgado pela assessoria da presidência, o líder foi abatido pelo exército francês no norte do Mali no final do mês de fevereiro.

Publicidade

“A morte de um dos principais chefes da Al-Qaeda no Magreb islâmico marca uma importante etapa na luta contra o terrorismo", diz o documento.

Após violentos combates entre as tropas francesas e rebeldes no final de fevereiro nas montanhas de Ifoghas, norte do Mali, centenas de islamitas foram abatidos. Testes de DNA realizados nos corpos confirmaram a identidade do importante terrorista argelino.

Abdelhamid Abu Zeid, 46 anos, é um dos líderes mais radicais da rede terrorista Al-Qaeda. Em junho de 2009, seu grupo sequestrou o turista inglês Edwin Dyer. Segundo vários testemunhos, Abu Zeid seria o responsável pelo estrangulamento da vítima.

A morte do islamita argelino já havia sido anunciada no dia 1° de março pelo presidente do Chade, Idriss Déby, cujo exército é aliado das forças francesas no combate ao terrorismo no Mali.

O governo do Chade se intitula responsável pela morte de Abu Zeid e também diz ter abatido um dissidente da Al-Qaeda na região, o argelino Moukhtar Belmokhtar.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI