Vaticano/Brasil

Papa Francisco vai ao Rio de Janeiro para Jornada Mundial da Juventude

O papa Francisco abençoa uma criança durante passagem pela Praça de São Pedro para celebrar a missa do Domingo de Ramos.
O papa Francisco abençoa uma criança durante passagem pela Praça de São Pedro para celebrar a missa do Domingo de Ramos. Reuters

O papa Francisco anunciou neste domingo que vai participar da Jornada Mundial da Juventude no mês de julho no Rio de Janeiro, durante a homilia da missa de Domingo de Ramos. Na quarta-feira, após encontro com o Sumo Pontífice em Roma, a presidente Dilma Rousseff já havia indicado que o papa tinha intenção de participar do evento no Brasil.

Publicidade

“Caros amigos, eu também vou acompanhar vocês, nos passos do bem-aventurado João Paulo II e de Bento 16. A partir de agora estamos próximos da próxima grande etapa desta grande peregrinação da Cruz de Cristo”, afirmou aos jovens presentes na Praça de São Pedro.

"Olho com alegria para o próximo mês de Julho, no Rio de Janeiro. Vinde! Encontramo-nos naquela grande cidade do Brasil", escreveu o Papa em sua conta no twitter. 

"Preparem-se bem, principalmente espiritualmente em vossas comunidades, para que esse encontro seja uma sinal de fé para o mundo inteiro”, pediu o líder da Igreja.

A Jornada Mundial da Juventude foi programada há vários meses e o antecessor do papa Francisco, Bento 16, tinha declarado sua intenção de participar do evento, mas o Vaticano não havia confirmado a visita.

Missa de Ramos

O papa Francisco deu uma volta na Praça de São Pedro em carro aberto antes de iniciar a cerimônia para milhares de fiéis. A procissão e a missa de Ramos marcam o início da Semana Santa para a religião cristã, celebrando a entrada de Cristo em Jerusalém, acolhido por uma multidão acenando com ramos de oliveira, dias antes da Páscoa judaica.

Este dia, segundo os evangelistas de Cristo, antecede a prisão, a crucificação e morte de Jesus e depois sua ressureição.

Durante a homilia, o papa Francisco pediu que os fiéis sejam felizes. “ Não sejam nunca mulheres nem homens tristes: um cristão nunca pode sê-lo. Não se sintam jamais desmotivados. Nossa alegria não é por ter muitas posses mas do fato de termos encontrado Jesus”, disse o Sumo Pontífice.

O Papa Francisco também fez referência ao mal que existe no mundo, desencadeando guerras e violências. Depois da missa de Ramos, o papa Francisco celebra a tradição oração de Ângelus.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI