Acesso ao principal conteúdo
OMS/Coronavírus

Novo vírus parecido com o da SRAS já matou 20 pessoas, diz OMS

Vista microscópia do coronavirus apresentada durante uma entrevista coletiva em 2003, em Cingapura. .
Vista microscópia do coronavirus apresentada durante uma entrevista coletiva em 2003, em Cingapura. . AFP PHOTO/ROSLAN RAHMAN
2 min

A Organização mundial da Saúde (OMS) indicou nesta terça-feira ter revisado para cima o número de pessoas mortas devido à infecção pelo coronavírus parecido com o do SRAS, a síndrome respiratória aguda que provocou uma pandemia em 2003 na Ásia. O novo balanço inclui duas novas mortes registradas na Arábia Saudita de maneira retroativa.

Publicidade

Os novos casos elevam para 20 o número de mortos infectados pelo vírus desde a aparição da doença em meados de 2012, afirmou o porta-voz da OMS, Glenn Thomas, durante uma entrevista coletiva em Genebra, sede da organização.

Ele explicou que os exames feitos após a morte dos pacientes tinha confirmado a causa, provocada pelo coronavírus. Mas a data das mortes não foi informada.

Outros 4 casos foram detectados no país, anunciou o ministério da Saúde da Arábia Saudita, na noite desta segunda-feira. Em todo o mundo, 38 casos da doença já haviam sido confirmados desde setembro de 2012.

A OMS ainda não dispõe de informações suficientes para chegar a conclusões sobre o modo e a fonte de transmissão do coronavírus.

Há 10 anos, a pandemia SRAS, que surgiu na China, provocou a morte de mais de 800 pessoas e causou uma preocupação em nível mundial. O novo vírus é considerado diferente da síndrome respiratória aguda porque ele provoca uma insuficiência renal rápida.

Além da Arábia Saudita, os países onde casos já foram identificados são: Jordânia, Reino Unido, Alemanha e França.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.