Acesso ao principal conteúdo
Estados Unidos/Meio Ambiente

Obama anuncia medidas para reduzir à metade emissões de CO2

Obama enxuga o suor da testa enquanto anuncia medidas para combater aquecimento global
Obama enxuga o suor da testa enquanto anuncia medidas para combater aquecimento global REUTERS/Larry Downing
Texto por: RFI
3 min

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, apresentou nesta terça-feira um vasto programa contra o aquecimento global e prometeu combater as emissões de CO2 das centrais de energia a carvão. Ele também se comprometeu a priorizar fontes de energia limpa e proteger seus compatriotas dos efeitos do aquecimento. O pacote de medidas deve reduzir pela metade o volume de gás carbônico emitido pelos EUA.

Publicidade

De acordo com a Casa Branca, este plano de ação deve permitir que os Estados Unidos atinjam a meta estabelecida durante a campanha de Obama em 2009 de reduzir, até 2020, as emissões dos gases responsáveis pelo efeito estufa em 17%, frente aos índices de 2005.

"Por todo o país, os americanos já pagam o preço da inação" contra o aquecimento, afirmou Obama, destacando que 2012 foi o ano mais quente da história dos Estados Unidos. "A questão é saber se teremos a coragem de agir antes que seja tarde demais", seguiu. "A maneira como responderemos terá profundo impacto sobre o mundo que deixaremos a nossos filhos e netos".

Barack Obama disse não ter a menor paciência para aqueles que negam a realidade da mudança climática. Boa parte dessas pessoas está no Congresso norte-americano: não é incomum congressistas apresentarem estudos científicos que negam que as emissões de gás carbônico provenientes da atividade humana sejam prejudiciais para o meio ambiente.

No plano concreto, Obama pediu que a Agência de Proteção do Meio Ambiente (EPA, na sigla em inglês) trabalhe de perto com os estados, a indústria e outras partes envolvidas na questão para estabelecer normas de poluição para as centrais energéticas a carvão. Estas regras devem ser estabelecidas até junho de 2014 e terão um ano para ser aplicadas.

Além disso, ele prometeu US$ 8 bilhões em garantias de empréstimos para estimular investimentos em tecnologias inovadoras nas áreas de combustíveis fósseis e eficácia energética. A ideia é que, até 2020, oito milhões de lares americanos sejam abastecidos por energia solar e eólica. Até 2030, estas medidas devem reduzir à metade a poluição pelo gás carbônico emitido dos Estados Unidos - o que significa 30 bilhõe de toneladas de CO2.

Por fim, Obama garantiu que a construção do polêmico do gasoduto Keystone XL entre os Estados Unidos e o Canadá será cancelada, caso se comprove que ele aumentará as emissões de gás carbônico. Grupos ambientalistas parabenizaram a iniciativa.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.