Brasil/Copa do Mundo

Dilma tuíta após críticas de Blatter sobre atraso nas obras da Copa

A presidenta Dilma Rousseff reafirmou hoje em sua conta no Twitter que o Brasil fará a "Copa das Copas" depois das críticas de Blatter.
A presidenta Dilma Rousseff reafirmou hoje em sua conta no Twitter que o Brasil fará a "Copa das Copas" depois das críticas de Blatter. REUTERS/Ueslei Marcelino

A presidente Dilma Rousseff disse hoje que torcedores de todo o planeta confiam no Brasil como país anfitrião da Copa de 2014, após o presidente da Fifa, Joseph Blatter, criticar no sábado o atraso com que o Brasil iniciou as obras do Mundial. A presidente publicou os comentários em sua conta no Twitter.

Publicidade

"Os brasileiros começam 2014 confiantes que irão sediar a Copa das Copas", disse a presidente. No Brasil, a Copa estará em casa, pois este é o país do futebol, acrescentou. Em uma série de tuítes sobre o Mundial, Dilma ponderou:

- "Todos os que vierem ao Brasil serão bem recebidos, porque somos alegres e acolhedores. Esta será a Copa de 12 cidades-sedes, da floresta Amazônica aos pampas gaúchos, das montanhas de Minas às praias cariocas, das dunas do Nordeste à metrópole de São Paulo. Os turistas terão oportunidade de conhecer este país multicultural e batalhador."

Para demonstrar que os torcedores confiam no Brasil, Dilma afirmou que a procura por ingressos para os jogos da Copa de 2014 já é a maior da história.

"Amamos o futebol e por isso recebemos esta Copa com orgulho e faremos dela a Copa das Copas", escreveu a presidente brasileira, repetindo uma declaração que ela havia feito no sorteio das chaves, no início de dezembro, na Bahia.

Em entrevista ao jornal suíço 24 heures, Blatter disse no sábado que o Brasil é o país que mais atrasou no calendário de obras, desde que ele está na Fifa.

Questionado sobre a possibilidade do evento ser perturbado pelos movimentos de contestação social, como os registrados durante a Copa das Confederações, Blatter demonstrou mais confiança.

- "Estou otimista, não temeroso. O futebol será poupado, eu acho que os brasileiros não promoverão ataques diretamente contra o futebol. Para eles, é uma religião."

O Brasil vai acolher a Copa do Mundo entre os dias 12 de junho e 13 de julho.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI