Franceses se entusiasmam com classificação e já sonham em vencer a Alemanha para pegar o Brasil na semifinal da Copa

Cerca de 5 000 torcedores franceses estavam presentes Estádio Nacional Mané Garrincha.
Cerca de 5 000 torcedores franceses estavam presentes Estádio Nacional Mané Garrincha. REUTERS/Jorge Silva

Imprensa e torcedores ficaram eufóricos com a qualificação da França para as quartas de final da Copa do Mundo. Cresce a esperança dos franceses de chegar à final e, quem sabe, levantar a taça no Brasil.

Publicidade

A vitória da França por 2 a 0 contra a Nigéria foi suada, mas depois que Pogba marcou o primeiro gol e liberou a tensão, os franceses foram contagiados pela esperança de reviver a emoção da Copa de 1998, quando eles conquistaram o título em casa e ainda por cima contra o Brasil.

Os jornais lembram que a França disputará pela sexta vez quartas de final em Copas do Mundo. "Estamos no G8 das melhores seleções mundiais", assinalam rádios, jornais e canais de TV. O entusiasmo, até então contido pelo vexame da greve na Copa da África do Sul, vai sendo substituído pelo orgulho dessa seleção que sua a camisa e defende as cores do país com humildade.

O herói da partida contra a Nigéria foi o meia Pogba, autor do primeiro gol. Jogador da Juventus, na Itália, Pogba tem jogado cada vez com mais precisão e se tornou um elemento fundamental na equipe, diz o jornal Aujourd'hui en France. O meia-atacante Valbuena também está muito bem em campo e sonha com o título, segundo ele mesmo afirma em entrevista ao diário popular.

Libération afirma que o técnico Didier Deschamps organiza a equipe com maestria. Para a partida contra a Nigéria, o treinador escalou a mesma formação vitoriosa contra a Suíça e deu certo. "Eles venceram com talento", declara Libération.

L'Équipe comenta que a festa dos franceses no Brasil continua com a classificação. Além de Pogba e Valbuena, o jornal especializado em esporte, lembra que o goleiro e capitão Lloris fez excelentes defesas, demonstrando autoridade em campo contra os adversários. Sobre o início de polêmica a respeito da arbitragem, considerada passiva, L'Équipe lembra que Blaise Matuidi poderia ter sido expulso no início do segundo tempo por uma entrada maldosa no tornozelo do nigeriano Onazi.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI