Acesso ao principal conteúdo
Roménia

Incêndio numa discoteca de Bucareste provoca 27 mortos

Equipa de socorros evacuando corpos de vítimas à saída da discoteca que pegou fogo em Bucareste este 31 de outubro.
Equipa de socorros evacuando corpos de vítimas à saída da discoteca que pegou fogo em Bucareste este 31 de outubro. REUTERS/Inquam Photos
Texto por: João Matos
4 min

Incêndio numa discoteca de Bucareste esta madrugada provocou 27 mortos na sua maioria jovens dos dois sexos que em pânico na tentativa de encontrar uma saída de emergência foram espezinhados.

Publicidade

Jovens rapazes e raparigas divertiam-se numa discoteca de Bucareste, esta madrugada, (31 de outubro), quando um pequeno fogo de artifício, que mais parecia uma vela sobre um bolo de aniversário, subiu em flecha chocando com o tecto  da discoteca, provocando um incêndio, que se tornaria uma tragédia.

Balanço provisório, 27 mortos e 162 feridos, alguns em estado grave, entre os jovens, sobretudo moças e rapazes mais fracos, apanhados em pânico e que tentando salvar-se foram caindo aos trambulhões pelo chão sendo espezinhados pelos mais fortes.

As autoridades romenas já abriram um inquérito junto das testemunhas para saber as causas do incêndio e do pânico, pois, aparentemente, a discoteca não dispunha de um corpo de segurança bem organizado para situações de gestão de conflitos.

O Presidente romeno Klaus Iohannis, pôs aliás, em causa este sábado  o não respeito da regulamentação da segurança pelos responsáveis da discoteca, para onde se deslocou para ver "in loco" os estragos do incêndio.

"Estou triste, revoltado com uma tal tragédia que se passou em pleno centro de Bucareste", declarou o presidente, sublinhando, que as autoridades já estavam de posse de indícios de que a regulamentação de segurança não tinha sido respeitada." 

Entre as vítimas, para além de jovens romenos, há também estrangeiros, como uma italiana, 2 espanhóis e 1 americano, que ficaram feridos, tendo o primeiro-ministro social-democrata Victor Ponta declarado a sua  "solidariedade para com os cidadãos estrangeiros mortos ou feridos no incêndio".

Oiçamos o testemunho de um dos jovens que liderou a saída da discoteca, evitando, assim, que o balanço de mortes, não fosse mais elevado, tendo sublinhado que o incêndio foi provocado por um fogo de artifício sem grande importância que atingiu o tecto da discoteca:

Testemunho de jovem no incêndio da discoteca de Bucareste 31 de outubro

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.