Acesso ao principal conteúdo
França

Epidemia do coronavírus preocupa governo de França após 2 mortos e 100 contaminações

Le coronavirus va-t-il devenir une pandémie?
Le coronavirus va-t-il devenir une pandémie? RFI
Texto por: RFI
6 min

Paris adopta novas medidas face à epidemia do coronavírus que já está a preocupar a população francesa e os políticos, após 19 novos casos, elevando-se assim o balanço para 100 contaminações e duas mortes. Para evitar a propagação do vírus, “passamos do estádio 2 para o estádio 3”, tendo em conta que o “vírus circula no nosso território e devemos interromper a sua difusão”, declarou o ministro francês da Saúde, Olivier Véran. O Presidente Macron, reuniu 2 conselhos de ministros extraordinários.

Publicidade

O Presidente francês, Emmanuel Macron, presidiu hoje um conselho de Defesa seguido de um conselho de ministros extraordinários para fazer o ponto da situação sobre a epidemia do coronavírus que atingiu ontem “uma nova etapa” com 19 novos casos, em França, que passa a contar com 100 contaminações em evolução.

A realização dos dois conselhos extraordinários foi decidida depois que o ministro da Saúde, Olivier Véran,  anunciou ontem que esta  nova etapa deve permitir que "sejam adoptadas medidas de Saúde pública face aos riscos duma epidemia do coronavírus”.

Para evitar a propagação do vírus, “passamos do estádio 2 para o estádio 3”, tendo em conta que o “vírus circula no nosso território e devemos interromper a sua difusão”, sublinhou o ministro francês.

O governo, pediu, aliás, que seja inscrita na ordem do dia do Senado uma declaração governamental seguida de debate “sobre as medidas de Saúde pública tendo em conta os riscos da epidemia. O Presidente do Senado, Gérard Larcher, tinha pedido este debate evocando a necessidade de "um trabalho pedagógico."

Coronavírus já matou 2 pessoas e contaminou dezenas de outras em França

A situação em França desde fins de janeiro é portanto de 100 pessoas contaminadas com o vírus e 2 mortos, um professor de francês de 60 anos e um turista chinês de 80 anos.

Houve 12 pessoas curadas e cerca de 40 estão hospitalizadas, tendo, aliás, o Presidente, Macron visitado hoje o hospital de la Pitié Salpetrière em Paris.

Várias zonas foram identificadas, segundo ainda o ministro da Saúde, que sublinhou que a principal região afectada é em Oise, com 18 casos ontem à noite e outras localidades da base militar de Creil, regiões suburbanas de Paris, onde foram tomadas medidas para limitar os riscos de transmissão, disse por seu lado a ministra da Defesa, Florence Parly.

Restam 12 casos isolados e em curso de investigação um deles em Rouen, no norte da França.

O Ministro da Educação, Blanquer, anunciou, por outro lado, que cerca de 2000 alunos regressados das férias ficam em casa, enquanto na região  da Ilha de França, “15 milhões de máscaras vão ser distribuídas" à população mais vulnerável.

Enfim, todos os eventos de mais de 5000 pessoas em recintos fechados e no exterior, como a semi-maratona, de Paris, de amanhã, foram anulados, assim como o último dia do Salão de agricultura de Paris foi antecipado para hoje.Também, o Salão de Imobiliária de Cannes de março foi adiado para o mês de junho.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.