Acesso ao principal conteúdo
Africa

Eleitores da Guiné Conacri, aprovam referendo da revisão da constituição

Guineenses aprovam referendo constitucional do presidente Alpha Condé que quer concorrer a um terceiro mandato para ficar no poder
Guineenses aprovam referendo constitucional do presidente Alpha Condé que quer concorrer a um terceiro mandato para ficar no poder ©FREDERICK FLORIN/AFP
Texto por: RFI
2 min

Os eleitores guineeses da Guiné Conacri, votaram esmagadoramente a favor duma reforma da Constituição, segundo resultados provisórios do referendo de domingo passado, organizado em simultâneo com eleições legislativas. A oposição que boicotou o referendo receia que o Presidente Alpha Condé, permaneça no poder por mais 12 anos.  Estes escrutínios foram marcados por violência, condenada por Paris e a comunidade internacional. 

Publicidade

A revisão da Constituição submetida a referendo pelo Presidente da Guiné Conacri, Alpha Condé, foi votada por mais de 90% a favor do Sim no referendo de 22 de março, boicotado pela oposiçao, que vê nisso um estrategema para o chefe de Estado se manter no poder.

A vitória do "sim" foi de 91,59% e 8,41% do "não", com uma taxa de participação de 61%, declarou o presidente da Comissão eleitoral, Amadou Salifou Kébé.

Mas este referendo constitucional ficou marcado por cenas de violência que fizeram dezenas de mortos no domingo passado dia da sua realização, em simultâneo, com eleições legislativas. 

Paris, Washington e a diplomacia europeia criticaram os moldes em que se fez o referendo e denunciaram a violência.

A oposição denuncia um golpe de Estado constitucional e uma deriva ditatorial de Alpha Condé, que pode assim candidatar-se a um terceiro mandato e permanecer no poder, com a constituição revista e aprovada. 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.