Acesso ao principal conteúdo
Estados Unidos

Estados Unidos estão a celebrar hoje a sua festa nacional numa clima de manifestações e violência

Estados Unidos estão a celebrar hoje a sua festa nacional numa clima de manifestações e violência
Estados Unidos estão a celebrar hoje a sua festa nacional numa clima de manifestações e violência Drew Angerer / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP
Texto por: RFI
5 min

O presidente americano Donald Trump pronuncia esta noite o seu discurso do dia da Independência dos Estados Unidos, num clima de tensão, com manifestações contra o racismo em todo o país e a crise do coronavírus. As festividades deste aniversário da Independência americana foram reduzidas ao mínimo possível, mas Trump, promete uma "homenagem à América". 

Publicidade

Os Estados Unidos estão a celebrar hoje a sua festa nacional numa atmosfera de tensão social com recolher obrigatório na Flórida, manifestações contra o racismo e a pandemia do coronavírus que continua a ceifar vidas humanas.

As festividades deste aniversário da Independência americana foram reduzidas ao mínimo possível, com o Presidente Donald Trump, a discursar esta noite em Washington naquilo que a Casa Branca chamou uma "homenagem à América".

Mesmo assim no quadro desse programa mínimo haverá um desfile aéreo de aviões da Segunda Guerra mundial e uma parada da patrula dos Blue Angels.

Os monumentos oficiais da esplanada do Memorial nacional em arredores em Washington estão abertos ao público e está anunciado igualmente um "monumental" fogo de artifício.

Serão distribuídas, como medida de prevenção ao coronavírus, cerca de  300.000 máscaras. O distanciamento social é recomendado pelas autoridades americanas.

Celebrações do Dia da Independência, têm este ano um sabor amargo

Mas estas celebrações do Dia da Independência, quando em 1776, treze colónias britânicas proclamaram a sua separação da Coroa britânica e fundaram os Estados Unidos, têm este ano um sabor amargo.

O país está de luto desde a morte do negro-americano, George Floyd, por um agente policial branco e tem havido violentas manifestações contra o racismo e a polícia com manifestantes demolindo estátuas de personagens históricas que defenderam e praticam o racismo.

Em Washington, um colectivo de associações apelou a manifestações em frente ao Memorial de Abraham Lincoln, donde Martin Luther King, pronunciou o seu discurso "I have a dream", em 1963.

Em todo o país há manifestações a favor da igualdade racial, mais justiça e contra o governo de Donald Trump.

Festa nacional do dia da Independência dos Estados Unidos

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.