Acesso ao principal conteúdo
Convidado

“É a hipótese da Europa dar um salto para uma economia mais verde e mais social”

Áudio 11:33
Primeiro Conselho Europeu presencial dos últimos cinco meses.
Primeiro Conselho Europeu presencial dos últimos cinco meses. © REUTERS/Francois Lenoir/Pool
13 min

Os chefes de Estado ou de Governo da União Europeia estão reunidos a partir de hoje em Bruxelas. Trata-se do primeiro encontro de líderes europeus e formato presencial desde o início da pandemia. Em cima da mesa, os estados membros têm o plano de recuperação e relançamento da Europa face à crise da covid-19. Os 27 consideram urgente uma resposta comum à crise, mas divergem nas modalidades da resposta.

Publicidade

No primeiro Conselho Europeu presencial dos últimos cinco meses, os chefes de Estado ou de Governo da União Europeia terão de ultrapassar as muitas diferenças que ainda os separam relativamente às propostas de um Fundo de Recuperação pós-pandemia de 750 mil milhões de euros e do Quadro Financeiro Plurianual da União para 2021-2027 de 1,07 mil milhoes de euros.

As divergências são tais que não é garantido que esta seja a cimeira que vai aprovar o orçamento.

O politólogo Álvaro Vasconcelos considera “egoísta” a posição da Holanda, Áustria, Dinamarca e Suécia e sublinha que “esta é a hipótese para a União Europeia dar um salto para uma economia mais verde e mais social”.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.