França

Incêndio rapidamente controlado da Catedral de S. Pedro e S. Paulo de Nantes em França

Bombeiros controlaram rapidamente incêndio da Catedral de Nantes no oeste de França
Bombeiros controlaram rapidamente incêndio da Catedral de Nantes no oeste de França AFP

A catedral gótica de S. Pedro e S. Paulo de Nantes, no oeste da França foi atingida por um incêndio esta manhã que foi rapidamente circunscrito pelos bombeiros franceses. Apenas o grande órgão da catedral do século XVI ficou completamente destruído e parcialmente danificados os vitrais da rosácea da catedral dos duques. Está em curso um inquérito anunciado pelo procurador de Nantes.  

Publicidade

A Catedral de Nantes, estilo gótico do século XVI, no oeste da França, foi foco de incêndio,  rapidamente controlado pelos bombeiros franceses.

O procurador de Nantes Pierre Sennès, anunciou  a abertura de um inquérito por incêndio voluntário precisando que três pontos de fogos distintos foram identificados.

Contudo, "por ora não há conclusões" sobre o estado em que ocorreu o incêndio, sublinhou, o procurador de Nantes. 

Tudo se deu por volta das 5H45 TMG, 7h45 em França, quando testemunhas oculares se deram conta de que saía dos vitrais da rosácea da catedral uma fumaça tendo alertando os serviços de bombeiros e protecção civil. 

Recordações dolorosas vieram à mente sobre o incêndio da maravilha da arte medival que é a catedral de Nossa Senhora de Paris, que sofreu um incêndio a 15 de Abril de 2019 e que está em reconstrução.

Prejuízos menores no incêndio da Catedral de Nantes de estilo gótico do século XVI

Não foi o caso da catedral de S. Pedro e S. Paulo no centro de Nantes, onde os bombeiros descobriram um violento incêndio que destruiu o grande órgão e beliscou a rosácea, mas rapadidamente circunscrito.

Segundo as primeiras conclusões, apenas o grande órgão ficou completamente destruído e os prejuízos não podem ser comparados com aqueles do incêndio  de 1972 que atingiu essa mesma catedral ou ainda daquele de S. Donato de 2015 também em Nantes.

O primeiro-ministro, Jean Castex acompanhado da ministra da Cultura, Roselyne Bachelot, deslocaram-se imediatamente ao local do incêndio da catedral de Nantes para se inteirarem da situação.

O Presidente francês, Emmanuel Macron manifestou na sua conta Twitter, o seu "apoio aos bombeiros sapadores que enfrentaram todos os riscos para salva a maravilha gótica da cidade dos duques".

Também a Conferência dos Bispos de França emitiu um comunicado "apelando todos os católicos a unirem-se numa oração de apoio aos católicos da diocese de Nantes". 

Enfim, a construção da catedral de S. Pedro e S Paulo de estilo gótico levou vário séculos, de 1434 a 1891, e as suas torres de 63 metros foram erigidas em 1508.

Bombeiros controlam rapidamente incêndio da Catedral de Nantes no oeste de França

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI