Acesso ao principal conteúdo
Mundo

Presidente francês Macron promete em Beirute ajudar o Líbano após últimas explosões

Presidente francês, Macron, no meio da multidão de um bairro de Beirute devastado por dupla explosão
Presidente francês, Macron, no meio da multidão de um bairro de Beirute devastado por dupla explosão AFP
Texto por: RFI
3 min

"A França não vos abandonará" declarou o Presidente francês, Emmanuel Macron, à sua chegada esta manhã em Beirute, que vive momentos difíceis após a dupla explosão que danificou o porto e metade da capital libanesa. Macron, prometeu, uma ajuda europeia e internacional, e instou a classe política libanesa a adoptar um novo pacto político no Líbano.  

Publicidade

O Presidente francês, Emmanuel Macron, exortou hoje as autoridades libanesas a "mudar de sistema" e indicou que ia propor um "novo pacto político" durante esta sua visita a Beirute.

Logo à sua chegada esta manhã a Beirute, o Presidente Macron,  tuítou em francês e em árabe, na sua conta Twitter: "o Líbano não está sozinho".

Questionado pela imprensa sobre a ira popular, Macron, reafirmou a necessidade do governo libanês empreender "reformas indispensáveis". Se estas reformas não forem feitas, o Líbano, continuará na crise". 

Mais tarde num bairro devastado, o presidente francês, Macron, esteve com pessoas revoltadas que acusam de corrupção e negligência uma classe política libanesa que praticamente não mudou desde o fim da guerra civil de 1975 a 1990.

Populares de Beirute querem mudança de regime libanês

"O povo quer uma mudança de regime", gritaram habitantes do bairro, tendo o Presidente Macron, respondido que ia propor "um novo pacto político" e pedir aos seus interlocutores oficiais para "mudar o sistema, parar com a divisão e lutar contra a corrupção."

Macron garantiu que a França "não abandonará" o povo libanês, e prometeu que Paris "tomará a iniciativa de organizar uma ajuda e cooperação europeia e internacional, uma ajuda que não cairá nas mãos da corrupção".

Para já a França enviou 3 aviões militares, uma equipa de protecção civil e um hospital de campanha e toneladas de medicamentos para ajudar a população libanesa. 

Enfim, o presidente Macron, prometeu, que regressará a Beirute a 1 de setembro para um primeiro balanço com as autoridades libanesas e a sociedade civil.

O presidente que regressa ainda hoje a Paris.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.