Estados Unidos

Presidente americano, Trump acusado de atiçar tensões raciais antes de chegar a Wisconsin

Donald Trump estará hoje em Wisconsin num clima de tensão racial após a recente morte de dois negro-americanos por agentes brancos
Donald Trump estará hoje em Wisconsin num clima de tensão racial após a recente morte de dois negro-americanos por agentes brancos AP - Andrew Harnik

O presidente norte-americano Donald Trump é aguardado hoje no Estado de Wisconsin onde não deve, porém, avistar-se com a família de Jacob Blake, afro-americano ferido por um agente policial branco que o alvejou.

Publicidade

Donald Trump desloca-se hoje ao Estado de Wisconsin, onde é acusado pelo seu adversário democrata, Joe Biden, de atiçar tensões raciais e societais após os últimos incidentes nos quais um polícia branco disparou contra o negro-americano, Jacob Blake, que ficou gravemente ferido. 

Na cidade de Kenosha, onde o agente da polícia disparou 7 vezes à queima roupa atingindo nas costas Jacob Blake, desencadeando uma onda de protestos e violência, Donald Trump, deverá prestar homenagem às forças da ordem e repetir o seu discurso securitário inflexível. 

"Nós devemos devolver à nossa polícia a sua dignidade e respeito", declarou o presidente candidato republicano às próximas eleições presidenciais. 

Donald Trump, sublinhou ainda, que "às vezes há maus agentes policiais, mas outras vezes tomam apenas más decisões, porque estão extenuados", relativizando a atitude do polícia branco.

O Presidente americano, disse, igualmente, que não se encontrará com a família de Jacob Blake, explicando que recusou ter contactos com os seus advogados, mas que falou com o "pastor da família,que é um homem magnífico." 

Aos que temem que a sua visita a Wisconsin possa atiçar as tensões, Trump, respondeu, que a visita pode também ser um momento de entusiasmo, de amor e de respeito pelo país".

Dois manifestantes anti-racistas foram mortos por um militante pró-Trump, a semana passada, durante confrontos com a polícia em Wisconsin.

Por seu lado, o candidato democrata, Joe Biden, disse que Donald Trump "pensa que basta repetir as palavras lei e ordem, para ficar mais forte, mas o seu fracasso em apelar os seus apoiantes a não agirem como uma milícia armada só prova que ele é fraco".

Biden que discursava  num comício em Pittsburgh, no Estado de Pensilvânia, acusou ainda Trump de lançar hachas para a fogueira, de ser uma "presença tóxica" na Casa Branca e de ter "envenado os valores" da América. 

Mas, consciente dos distúrbios nos Estados Unidos, Joe Biden, aventurou-se no terreno de predilecção da lei e da ordem deTrump, dizendo que "roubar e incendiar não é manifestar, mas simplesmente, anarquia". 

Donald Trump em visita ao Wisconsin

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI