Acesso ao principal conteúdo
Mundo

Demissão de 3 dirigentes do Rio Tinto que destruiu património aborígene na Austrália

Demissão de 3 dirigentes do Rio Tinto empresa  que destruiu património aborígene na Austrália
Demissão de 3 dirigentes do Rio Tinto empresa que destruiu património aborígene na Austrália AFP/File
Texto por: RFI
4 min

A multinacional anglo-australiana Rio Tinto que até 2014 explorava carvão no centro de Moçambique está no centro de uma ampla controvésia que obrigou inclusive o seu patrão a demitir-se. Em causa está a destruição de uma antiga gruta arqueológica aborígene.

Publicidade

 O director geral do grupo Rio Tinto, o francês, Jean-Sébastien Jacques e dois outros dirigentes demitiram-se hoje no seguimento da destruição com explosivos em maio de uma gruta aborígene na Austrália. 

Desde então os accionistas não esconderam a sua raiva contra o grupo anglo-australiano na origem da explosão da escavação subterrânea de Juukan Gorge, na Austrália.

Depois de um conselho da administração sobre o incidente, o  Presidente, do grupo, Simon Thompson, anunciou a demissão após acordo entre as partes do francês, Jean-Sébastien Jacques e de dois outros dirigentes do grupo, Chris Salisbury e Simone Niven. 

Erro grave destruição de um património arqueológico

"O que se passou em Juukan foi um erro grave e estamos determinados a fazer com que a destruição de um tal património arqueológico mundial" habitado há 46.0000 anos pelos aborígenes, não se repita durante uma operação de Rio Tinto", declarou o Presidente do grupo, num comunicado.

O francês, Jean-Sébastian Jacques, permanecerá em funções até março altura em que deve ser nomeada a pessoa que o substituirá.

Ele e os é outros dirigentes do grupo, Chris Salisbury e Simone Niven, já tinham renunciado a um bónus a que tinham direito, nomeadamente, de 3 milhões de euros para o francês,  Jacques.

Os accionistas e instâncias encarregadas da reponsabilidade da empresa consideraram a medida insuficente tendo reclamado à demissão dos 3 dirigentes do grupo Rio Tinto, na Austrália. 

Demissões na Rio Tinto

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.