Acesso ao principal conteúdo
Mundo

Estados Unidos, União europeia, ou China querem mercado de vacina contra coronavírus

Corrida de países ricos para controlar mercado de vacina contra covid-19
Corrida de países ricos para controlar mercado de vacina contra covid-19 Alexander Ryumin\TASS via Getty Images
Texto por: RFI
4 min

Os Estados Unidos, o Reino Unido, a União europeia, o Japão e outros países como a Rússia e a China, assinaram vários contratos, com fabricantes duma putativa vacina contra o covid-19, para adquirirem as primeiras doses. A OMS defende uma partilha razoável para cada país possa vacinar 20% da sua população.

Publicidade

Um grupo de paises ricos representando 13% da população mundial já comprou antecipadamente metade das futuras doses de vacinas contra o Covid-19, segundo um relatório publicado ontem pela ONG, Oxfam.

A lógica destes países é adquirir por precaução junto de mútiplos fabricantes concorrentes o maior número de doses possível na esperança de que pelo menos uma dessas vacinas será eficaz.

Os Estados Unidos, desde o mês de maio, o Reino Unido, a União europeia, o Japão e outros países assinaram vários contratos garantindo antecipadamente a produção e entrega de doses da vacina se os testes clínicos em curso forem concludentes.

O grupo AstraZeneca, parceira da Universidade Oxford, assinou o maior número desses contratos de maneira pública, mas Sanofi, Pfizer, Johnson & Johnson, a biotecnológica americana, Moderna, o laboratório chinês, Sinovac ou o Instituto russo, Gamaleïa, venderam também antecipadamente, centenas de milhões de doses em todo o mundo, muitas vezes, no quadro de parcerias com fabricante locais. 

Como sempre ditam as regras os poderosos

Os Estados Unidos, com 330 milhões de habitantes reservaram 800 millhões de doses junto de 6 fabricantes, e a União europeia com 450 millhões de habitantes comprou 1,5 mil milhões de doses, segundo a agência noticiosa francesa, AFP.

Especialistas de saúde pública propuseram vários modelos de repartição mundial com a OMS a querer dar a cada país um número razoável que possa vacinar 20% da sua população.

A ver vamos!

Países mais ricos já reservaram metade das doses da futura vacina contra a covid-19 segundo a Oxfam

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.