Acesso ao principal conteúdo
Mundo

Presidente francês, Macron, disse que o Presidente bielorusso, Lucachenco tem de deixar o poder

Presidente francês,
Presidente francês, via REUTERS - BelaPAN
Texto por: RFI
4 min

O Presidente francês, Emmanuel Macron, declarou ao semanário "Journal du dimanche" que o presidente da Bielorússia, Alexandre Lukachenco, não aceita a lógica da democracia, agarrando-se ao poder, mas tem de partir. Paralelamente a União europeia disse não reconhecer a legitimidade de Lukachenco, porque o escrutínio presidencial não foi nem livre nem equitável. A oposição bielorussa vem denunciando fraudes durante a eleição presidencial de 9 de agosto.

Publicidade

O presidente bielorusso, Alexandre Lukashenco, deve aceitar a lógica da democracia e deixar o poder, declarou o presidente francês, Emmanuel Macron ao semanário "Journal du dimanche".

A antiga República soviética, aliada próxima da Rússia, está sacudida por manifestações desde o anúncio da vitória de Alexandre Lukachenco na eleição presidencial de 9 de agosto.

Mais de 12.000 manifestantes foram presos desde a eleição que foi manchada por fraudes, segundo a oposição.

"O que se passa na Bielorússia é uma crise de poder, um poder autoritário que não consegue aceitar a lógica da democracia e se mantém à força nas funções", disse o presidente francês. 

"Está claro que Loukachenko tem de partir", sublinhou Macron, ao Journal du dimanche".

Polícia bielorussa prendeu dezenas de pessoas nas manifestações deste domingo

Enquanto, isto a polícia bielorussa prendeu dezenas de pessoas numa nova manifestação da oposição que reuniu 50 mil manifestantes contra o presidente Alexandre Lukashenco.

O chefe da diplomacia bieolorussa, acusou, ontem as potências ocidentais de tentar semear "o caos e a anarquia" na antiga República soviética.

A União europeia anunciou na quinta-feira não reconhecer a legitimidade de Alexandre Lukashenco, denunciando um escrutínio que não foi "nem livre nem equitável".

Enfim, a Rússia, que apoia Alexandre Lukachenko, replicou que a decisão da União europeia constituia uma ingerência indirecta nos assuntos internos da Bieolorússia.

Presidente francês, Macron, disse que o Presidente bielorusso, Lucachenco tem de deixar o poder

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.