Acesso ao principal conteúdo
EUA/Supremo Tribunal

Ultraconservadora Amy Coney Barrett é a escolha de Donald Trump

Amy Coney Barrett durante a sua nomeação pelo presidente Donald Trump. 26/09/20
Amy Coney Barrett durante a sua nomeação pelo presidente Donald Trump. 26/09/20 AFP
Texto por: Cristiana Soares com Lusa
3 min

Amy Coney Barrett é a escolha de Donald Trump para substituir no Supremo Tribunal norte-americano Ruth Bader Ginsburg, que morreu na semana passada.

Publicidade

O Presidente dos Estados Unidos da América, na cerimónia oficial nos jardins da Casa Branca, não poupou elogios à juíza ultraconservadora que diz ser "uma das mentes jurídicas mais brilhantes e dotadas da nação".

"É uma mulher com um percurso único, elevação intelectual, sólidas credenciais e uma lealdade à Constituição inabalável", acrescentou o chefe de Estado norte-americano.

Juíza do Tribunal de Recurso do 7.º Circuito, em Chicago, devota católica que trabalhou com o antigo juiz conservador Antonin Scalia, Barrett mostrou-se “profundamente honrada” pela confiança demonstrada por Trump: "Eu amo os Estados Unidos e amo a Constituição dos Estados Unidos. Sinto-me extremamente honrada com a perspectiva de servir o Supremo Tribunal".

Donald Trump espera agora a confirmação de Barrett no Senado, antes das eleições de 3 de Novembro, e assim consolidar os ganhos dos conservadores no sistema judicial. O Senado deverá votar nas próximas semanas a escolha de Barrett.

Aos 48 anos, Barrett, católica devota e mãe de sete filhos, pode vir a tornar-se na mais jovem juíza do Supremo Tribunal dos Estados Unidos, no qual os nove elementos podem permanecer de forma vitalícia.

Contra esta escolha estão os democratas que sublinham que Amy Coney Barret "é contra quase tudo" aquilo em que a América acredita.

Joe Biden, candidato presidencial democrata, defendeu que o voto da eleições de Barrett não deve ter lugar antes das presidenciais.

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.