Acesso ao principal conteúdo
França

Autor do ataque em Paris é um paquistanês que queria incendiar o jornal Charlie Hebdo

Um dos feridos do ataque à facada levado a cabo por um paquistanês que queria incendiar a redacção do jornal Charlie Hebdo em Paris
Um dos feridos do ataque à facada levado a cabo por um paquistanês que queria incendiar a redacção do jornal Charlie Hebdo em Paris AFP/Alain Jocard
Texto por: RFI
4 min

O autor do atentado à facada em Paris é um cidadão paquistanês de nome Zaheer Hassan Mehmood, que disse ter 25 anos e queria incendiar o prédio que pensava ser o das instalações do jornal satírico, Charlie Hebdo. O paquistanês disse ainda querer revoltar-se contra a republicação de caricaturas de Maomé pelo jornal satírico.

Publicidade

O autor do ataque à facada cometido na sexta-feira em Paris ferindo um homem e uma mulher, pretendia "revoltar-se" contra a republicação pelo jornal satírico, Charlie Hebdo de caricaturas do profeta muçulmano, Maomé, mas não aderiu a nenhum grupo, declarou hoje o procurador nacional anti-terrorista, Jean-François Ricard. 

O autor do atentado é um cidadão paquistanês de nome Zaheer Hassan Mehmood, que disse ter 25 anos e não 18 anos como inicialmente se anunciou e ele tinha como projecto inicial incendiar o prédio que pensava ser o das instalações do Charlie Hebdo, acrescentou o procurador.

O autor compareceu hoje perante o Tribunal de Paris para ser acusado de crime de tentativa de assassínios terroristas e associação terrorista de malfeitores, anunciou, ainda o procurador nacional anti-terrorista, Jean-François Ricard. 

Paquistanês, viu videos do Paquistão anunciando que Charlie Hebdo tinha publicado caricaturas de Maomé e quis vingar-se 

O paquistanês, Zaheer Hassan Mehmood, indicou ter visto nos últimos dias videos provenientes do Paquistão dando conta de que o jornal Charlie Hebdo voltou a publicar no dia 1 de setembro caricaturas de Maomé.

Apanhado por uma raiva profunda decidiu atacar a sede do jornal, que ele pensava ainda estar na rua Nicolas-Apert de o 11° bairro de Paris, não sabendo portanto que a publicação satírica tinha mudado de endereço.

Ao chegar ao local vendo pessoas que pensou serem do jornal, atacou à facada uma mulher de 28 anos que ainda sofre de graves ferimentos e fracturas no rosto.

A segunda vítima, um homem de 32 anos sofreu várias fracturas no crânio e continua hospitalizado num estado grave.

Atentado Charlie Hebdo

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.