Acesso ao principal conteúdo
Mundo

Arménia e Azerbaijão à conversa em Moscovo sobre conflito no Nagorno Karabach

Conflito no Nagorno Karabach discutido em Moscovo entre Arménia e Azerbaijão
Conflito no Nagorno Karabach discutido em Moscovo entre Arménia e Azerbaijão KAREN MINASYAN / AFP
Texto por: RFI
4 min

Os chefes das diplomacias da Arménia e do Azerbaijão reuniram-se hoje em Moscovo sob a égide da Rússia para tentar pôr cobro aos conflitos no Nagorno Karabach que, entretanto, prosseguiram com bastante intensidade. 

Publicidade

Azerbaijão e Arménia estão a negociar em Moscovo sobre o Nagorno Karabach, mas os combates continuam nomeadamente com bombardeamentos em Stepanakert.

Os dirigentes dos dois países em conflito discursaram antes do começo das negociações com o Primeiro ministro arménio, Nikol Pachinian, a dar provas da sua vontade em "retomar o processo de paz com Baku."

Por seu lado, o Presidente do Azerbaijão, Ilham Aliev, num discurso na televisão em jeito de ameaça declarou que é "a última oportunidade que se dá à Arménia para resolver o conflito pacificamente."

Comunidade internacional apelou à trégua antes das negociações

Até agora surdos aos apelos da comunidade internacional, que pedia uma trégua, os dirigentes do Azerbaijão e da Arménia,  resolveram sentar-se à mesa de conversações a nível de ministros dos Negócios estrangeiros, em Moscovo, tentando assim pôr um termo às hostilidades retomadas a 27 de setembro. 

"Estamos virados para uma trégua esta noite ou amanhã mas ainda a situação é frágil", declarou, em Paris, o Presidente francês, Emmanuel Macron, após ter conversado ao telefone, com Niko Pachinian e Ilham Aliev. 

Por seu lado, antes do começo das conversações, o Primeiro ministro russo, Mikhaïl Michoustine, encontrou-se hoje em Erevan, com o seu homólogo arménio. 

Enfim, o Presidente russo, Vladimir Poutine, que falou ao telefone com o primeiro ministro da Arménia e com o Presidente do Azerbaijão, apelou ao fim dos combates no Nagorno Karabach por razões humanitárias permitindo uma troca de prisioneiros e de mortos entre os beligerantes.

Rússia procura mediar conflito entre a Arménia e o Azerbaijão

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.