Acesso ao principal conteúdo
Moçambique

Moçambique ainda sob estado de calamidade pública mas retoma vistos de turismo

Moçambique ainda sob estado de calamidade pública mas retoma vistos de turismo
Moçambique ainda sob estado de calamidade pública mas retoma vistos de turismo AFP - SIPHIWE SIBEKO
Texto por: RFI
3 min

O estado de calamidade pública continua em vigor em Moçambique, mas o presidente moçambicano, Filipe Nyusi, anunciou que o país vai reabrir-se ao turismo emitindo de novo vistos a visitantes. 

Publicidade

O Presidente moçambicano anunciou hoje a retoma da emissão de vistos de turismo e o fim da necessidade de quarentena para quem chega com teste negativo ao país, que, apesar dos alívios, mantém-se em "situação de calamidade pública".

"É retomada a emissão de vistos de turismo e os viajantes que no momento da entrada no país apresentem um teste negativo, realizado nas últimas 72 horas, ficam isentos do regime de quarentena", disse Filipe Nyusi, numa declaração à nação.

Além da retoma da emissão de vistos para o turismo, Filipe Nyusi anunciou que a validade do teste exigido para sair e depois regressar ao país passa a ser de 14 dias a partir da data da colheita da amostra.

Filipe Nyusi, anunciou igualmente o reinício, sem a presença do público, de todos campeonatos nacionais a partir de 15 de novembro, bem como a retoma de treinos das seleções nacionais e modalidades individuais que têm compromissos internacionais.

Filipe Nyusi, presidente de Moçambique

Recorda-se que a situação de calamidade pública foi decretada em 04 de setembro, após o término do segundo estado de emergência no país, e só foi possível após uma revisão da legislação.

Moçambique mantém, no geral, as restrições que o país adotou nos últimos seis meses, com destaque para o uso obrigatório de máscaras e a proibição de aglomerações.

Desde o anúncio do primeiro caso, em 22 de março, o país registou um total de 12.525 casos, 91 óbitos e 10.001 pessoas são dadas como recuperadas, segundo as últimas atualizações.

Em África, há 42.152 mortos confirmados em mais de 1,7 milhões de infetados em 55 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia no continente.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.