Mundo

PAM alerta em Moçambique para corte de ajuda devido a deslocados de ataques terroristas

PAM alerta em Moçambique para corte de ajuda devido a deslocados de ataques terroristas em Cabo Delgado
PAM alerta em Moçambique para corte de ajuda devido a deslocados de ataques terroristas em Cabo Delgado © AP - Tsvangirayi Mukwazhi

Em Moçambique, o aumento inesperado de deslocados dos ataques terroristas em Cabo Delgado podem levar algumas organizações humanitárias a cortarem os apoios ou ainda reduzir. A capacidade de fornecimento de bens alimentares e abrigo está a esgotar-se e o Programa Alimentar Mundial lança o alerta. 

Publicidade

O número de pessoas que foge dos ataques terroristas na província nortenha de Cabo Delgado, em Moçambique, está muito acima do previsto e começa a mexer com as finanças das organizações humanitárias que prestam assistência às vítimas, avança Cristina Graziani, Coordenadora do Programa Alimentar Mundial na cidade de Pemba.

"Do lado do PAM a assistência mensal a mais que 500 mil pessoas acho que não temos recursos.

"Então temos que rapidamente mudar, tentar buscar outras soluções ou o final do dia cortar a assistência em quantidades ou em números porque o  número rapidamente, muito mais do que nós esperamos".

Mobilizar mais recursos para Cabo Delgado é para já a saída das organizações humanitárias isto, numa altura em que a cidade de Pemba e as províncias vizinhas continuam a chegar cidadãos que fogem dos ataques terroristas que afectam a 10 distritos da província de Cabo Delgado.

De Maputo, o nosso correspondente, Orfeu Lisboa. 

Correspondência de Moçambique, 17/11/2020

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI