Guiné Bissau

Tribunal de Bissau vai julgar PGR por corrupção quando era ministro

Tribunal de Bissau vai julgar PGR por corrupção quando era ministro
Tribunal de Bissau vai julgar PGR por corrupção quando era ministro © RFI

O Tribunal Regional de Bissau emitiu um despacho marcando a data de julgamento de Fernando Gomes, atual Procurador-Geral da República. O caso diz respeito a suspeitas de desvio de fundos públicos, quando Fernando Gomes exerceu funções no Governo. 

Publicidade

O despacho do juiz marcou a data de audiência para julgamento para o dia 25 de março.

Além de Fernando Gomes devem comparecer na sessão, mais três suspeitos.

O caso remonta a 2011 quando o atual Procurador-Geral da República exerceu as funções de ministro no Governo.

Após um processo de limpeza dos chamados funcionários fantasmas, Fernando Gomes, na altura ministro da Função Pública, foi acusado de, alegadamente, se ter apoderado de importantes somas em dinheiro.

Fernando Gomes sempre negou aquelas acusações, afirmando-se de consciência tranquila.

O processo, sob a alçada do Ministério Público, conheceu avanços e recuos desde 2012, mas agora parece que vai mesmo avançar para o julgamento. O tribunal já instituiu o coletivo de juízes para  conduzir o julgamento.

Fontes próximas a Fernando Gomes dizem que o agora Procurador-Geral da Guiné-Bissau encontra-se no estrangeiro, mas assim que regressar a Bissau na próxima semana deverá abordar o assunto.

A acontecer o julgamento no próximo dia 25 de março, será a primeira vez na história da Guiné-Bissau que um Procurador-Geral da República é julgado mesmo estando em funções.

Mussá Baldé, nosso correspondente, em Bissau.

Correspondência da Guiné-Bissau, 16/2/2021

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI