Mundo

Violência de militares contra manifestantes em Myanmar cujo embaixador na ONU rejeita junta

Violência de militares contra manifestantes em Myanmar cujo embaixador na ONU rejeita junta
Violência de militares contra manifestantes em Myanmar cujo embaixador na ONU rejeita junta Via REUTERS - United Nations TV

A polícia da Birmânia, disparou hoje balas de borracha contra manifestantes em Rangun que reclamavam a reposição da democracia. Isto um dia depois da ruptura espectacular do embaixador do país na ONU, com a junta militar, dizendo que representava uma democracia eleita.

Publicidade

Face a novas manifestações este sábado, forças da ordem, dispararam balas de borracha contra manifestantes reclamando a reposição da democracia, na capital da Birmânia, Rangun, mas também noutras cidades do país. 

Em Monwya, cidade do centro do país, uma mulher foi ferida pela polícia, soube-se de fonte hospitalar. Mas três orgãos de informação tinham informado antes que a mulher morreu.

Um habitante de Monwya declarou à agencia noticiosa Reuters que as forças da ordem estavam a utilizar canhões de água contra os manifestantes.

Estados Unidos, União europeia, ONU e Organização da cooperação islâmica contra junta militar

Foi neste clima de violência que o embaixador Kyaw Moe Tun, de Myanmar ou Birmânia, denunciou na assembleia geral da ONU, a junta militar e suas atrocidades contra a população civil e dirigentes políticos, apelando ao apoio da comunidade internacional.

O embaixador birmanês foi aplaudido e encorajado pelos representantes dos Estados Unidos, União europeia e a Organização da cooperação islamica. 

O embaixador Kyaw Moe Tun, recordou que representava um governo democraticamente eleito e a Liga nacional para a democracia de Aung San Suu Kyi, que foi presa assim como outros dirigentes políticos.

Enfim, o diplomata birmanês, citou o secretário geral da ONU, António Guterres, que afirmou há dias que um golpe de Estado militar não é aceitável neste mundo moderno.

Violência de militares contra manifestantes em Myanmar cujo embaixador na ONU rejeita junta

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI