Rússia/República Checa

Moscovo considera expulsão de diplomatas "uma provocação"

No sábado a República Checa anunciou a expulsão de 18 diplomatas russos acusados de espionagem.
No sábado a República Checa anunciou a expulsão de 18 diplomatas russos acusados de espionagem. AFP - MICHAL CIZEK

A Rússia anunciou este domingo a expulsão de 20 diplomatas checos e deu-lhes até ao fim do dia de hoje para saírem do país, depois de no sábado, a República Checa ter anunciado a expulsão de 18 diplomatas russos acusados de espionagem.

Publicidade

A decisão de Moscovo declarar os diplomatas “persona non grata” surgiu depois do Ministério dos Negócios Estrangeiros ter convocado o embaixador checo em Moscovo, Vitezslav Pivonka. Vinte funcionários da Embaixada da República Checa na Rússia foram assim intimados a sair do país até ao final desta segunda-feira.

O Kremlin considera “uma provocação” a decisão de Praga de expulsar 18 diplomatas russos, acusados de serem espiões militares e de terem estado envolvidos, em 2014, na explosão de um depósito de munições.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros russo denuncia acusações “fabricadas à pressão” para desviar as atenções dos “problemas acumulados nos países da União Europeia e no Ocidente em geral”.

“Sem dúvida são os Estados Unidos que estão por detrás disto tudo”, sublinhou Maria Zakharova porta-voz da diplomacia russa numa intervenção na televisão pública.

Praga considera “exagerada” a decisão de Moscovo e já prometeu novas medidas. Jan Hamacek, chefe interino da diplomacia checa, em conferência de imprensa disse ter pedido apoio aos seus homólogos europeus. 

No sábado, Praga anunciou a expulsão de 18 diplomatas russos envolvidos, segundo os serviços secretos checos, na explosão de 2014 num depósito na cidade de Vrbetice, que provocou a morte a duas pessoas.

O primeiro-ministro checo, Andrej Babis, garante ter "evidências claras" sobre "o envolvimento de agentes militares russos na explosão". 

A explosão ocorreu a 16 de Outubro de 2014 num depósito na cidade de Vrbetice, a cerca de 320 quilómetros de Praga, onde se encontravam 50 toneladas de munições armazenadas. Do incidente resultaram duas vítimas mortais.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI