Guiné Bissau

Crise política na Guiné Bissau: "decisão final cabe ao Supremo Tribunal de Justiça".

Crise pós-eleitoral na Guiné-Bissau tem de ter decisão final do Supremo Tribunal, afirma jurista guineense.
Crise pós-eleitoral na Guiné-Bissau tem de ter decisão final do Supremo Tribunal, afirma jurista guineense. AFP - SEYLLOU

A Guiné-Bissau vive desde a semana-passada uma nova crise política iniciada por Umaro Sissoco Embaló, candidato dado como vencedor pela Comissão Nacional de Eleições, de se autoproclamar Presidente do país. Tudo isto, enquanto decorre um recurso de contencioso eleitoral no Supremo Tribunal de Justiça, apresentado pelo líder do PAIGC, Domingos Simões Pereira, denunciando irregularidades no processo eleitoral. 

Publicidade

A Guiné-Bissau vive desde a semana-passada uma nova crise política iniciada por Umaro Sissoco Embaló, candidato dado como vencedor pela Comissão Nacional de Eleições, de se autoproclamar Presidente do país. Tudo isto, enquanto decorre um processo de recurso de contencioso eleitoral no Supremo Tribunal de Justiça, apresentado pelo líder do PAIGC, Domingos Simões Pereira, denunciando irregularidades no processo eleitoral.

Questionado sobre quem em pode resolver a crise política que se instalou no país, o jurista e activista guineense, Fodé Mane diz que constituição é clara e que a decisão final cabe sempre à justiça, neste caso ao Supremo Tribunal de Justiça.

Fodé Mané, jurista e activista guineense sobre contencioso eleitoral na Guiné Bissau

Entretanto, o autoproclamado Presidente da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, que presidiu ontem à primeira reunião do Governo por si instituído, recomendou para que fosse acelerada a reforma constitucional.

Em entrevista à RFI, o jurista e activista Fodé Mané reconhece que a reforma constitucional vai ser complicada uma vez que para um novo texto ser aprovado tem de ser no mínimo de dois terços de deputados.

Fodé Mané, jurista guineense sobre a revisão da constituição

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI