Convidado

Crise na Guiné-Bissau: Sandji Fati reafirma legitimidade do Governo que integra

Áudio 08:25
Sandji Fati, ministro guineense da defesa no executivo de Nuno Nabian
Sandji Fati, ministro guineense da defesa no executivo de Nuno Nabian © Neidy Ribeiro/RFI

Sandji Fati, ministro da defesa e combatentes da liberdade da pátria do governo de Nuno Nabiam, indigitado pelo autoproclamado Presidente da República da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, reconhece a legitimidade do executivo do qual faz parte e afasta o cenário de crise.

Publicidade

A Guiné-Bissau vive desde a semana-passada uma nova crise política iniciada por Umaro Sissoco Embaló, candidato dado como vencedor pela Comissão Nacional de Eleições, de se autoproclamar Presidente do país. Tudo isto, enquanto decorre um processo de recurso de contencioso eleitoral no Supremo Tribunal de Justiça, apresentado pelo líder do PAIGC, Domingos Simões Pereira, denunciando irregularidades no processo eleitoral.

Sandji Fati, ministro da defesa e combatentes da liberdade da pátria do governo de Nuno Nabiam reconhece a legitimidade do executivo do qual faz parte e afasta o cenário de crise.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI