Crise política na Guiné Bissau: Forças Armadas negam envolvimento

Tenente coronel Ussumane Conate, porta-voz dos militares da Guiné-Bissau
Tenente coronel Ussumane Conate, porta-voz dos militares da Guiné-Bissau © Neidy Ribeiro/RFI

A enviada especial da RFI à Guiné-Bissau falou com o tenente-coronel, Ussumane Conaté, porta-voz do Estado Maior General das Forças Armadas, que nega o envolvimento dos militares na crise politica que se vive no país desde a semana passada. 

Publicidade

O tenente-coronel, Ussumane Conaté, porta-voz do Estado Maior General das Forças Armadas negou, esta sexta-feira, o envolvimento dos militares na tensão política a que o país assiste há cerca de uma semana.

Ouça as declarações recolhidas pela enviada da RFI à Guiné-Bissau, Neidy Ribeiro.

Ussumane Conate, porta-voz do Estado Maior General das Forças Armadas

A crise política que se vive na Guiné-Bissau acontece depois de Umaro Sissoco Embaló, candidato dado como vencedor pela Comissão Nacional de Eleições, ter tomado a decisão de se auto-proclamar Presidente do país.

Ao mesmo tempo, sublinhe-se, decorre um processo de recurso de contencioso eleitoral no Supremo Tribunal de Justiça, apresentado pelo líder do PAIGC, Domingos Simões Pereira, denunciando irregularidades no processo eleitoral.

Esta sexta-feira ficou a saber-se que a Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) vai dar início a uma missão de alto nível, em Bissau.

O comunicado da representação da organização na Guiné-Bissau indica que a missão vai prologar-se até 13 de Março e vai contar com a intervenção de peritos constitucionais e de regulação interinstitucional, que vão trabalhar juntamente com a Comissão Nacional de Eleições e com o Supremo Tribunal de Justiça.

O objectivo, pode ler-se no documento, é o da "resolução rápida do contencioso eleitoral criado após a divulgação dos resultados da segunda volta das presidenciais", realizada em 29 de Dezembro de 2019.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI