Guiné Bissau

Declarado estado de emergência na Guiné Bissau devido ao coronavírus

Umaro Sissoco Embaló, presidente eleito declarou estado de emergência na Guiné Bisssau devido à pandemia do coronavírus
Umaro Sissoco Embaló, presidente eleito declarou estado de emergência na Guiné Bisssau devido à pandemia do coronavírus REUTERS/Alberto Dabo

Num discurso à Nação, o Presidente declarado eleito pela comissão nacional de eleições, Umaro Sissoco Embaló decretou o estado de emergência sublinhando ser uma situação que pode não agradar a muita gente, mas devido aos riscos iminentes na vida pública, viu-se obrigado a fazer.

Publicidade

De facto as restrições de algumas liberdades aos cidadãos já vinha a vigorar desde o início da semana, mas eis que ontem, sexta-feira, Umaro Sissoco Embalo decidiu decretar o estado de emergência nacional.

Na prática, é pedido aos cidadãos que evitem se movimentar, que não há circulação de transportes  e que medidas excecionais poderão ser tomadas pelas autoridades.

Num discurso à Nação, Umaro Sissoco Embalo disse compreender que é uma situação que pode não agradar a muita gente, mas devido aos riscos iminentes na vida pública, viu-se obrigado a decretar o Estado de Emergência.

A ideia é conter a propagação da covid-19, que, por enquanto, apenas testou positivo em duas pessoas.

O Estado de Emergência foi decretado, mas o que é facto é que os guineenses estão ainda sem perceber o que isso representa. 

Todos questionam se a ordem é mesmo no sentido de as pessoas deixarem de trabalhar durante 15 dias, período em que vigora o Estado de Emergência, se não podem andar nas ruas, se não podem sair de casa.

Mas, também todos questionam onde poderão arranjar os bens essenciais de consumo que já começa a faltar pelo menos em Bissau.

Fala-se que estará para breve um conjunto de normas a serem anunciadas para regulamentar o Estado de Emergência e respostas às perguntas da população.

Uma boa noticia no meio disto tudo é que a comunidade internacional decidiu apoiar o plano de contingência apresentado pelas autoridades, um plano orçado em pouco mais que 16 milhões de dólares americanos.

De Bissau, o nosso correspondente, Mussá Baldé.

Guiné-Bissau em estado de emergência - Correspondente

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI