Acesso ao principal conteúdo
Convidado

"Técnicos de saúde da Guiné-Bissau são heróis"

Áudio 09:38
Hospital Simões Mendes, Bissau.
Hospital Simões Mendes, Bissau. © https://www.facebook.com/bissau.online
Por: Lígia ANJOS
11 min

A Guiné-Bissau detectou os primeiros doentes de Covid-19 em Março e, segundo os dados divulgados pelo Coordenador do Centro de Operações de Emergência de Saúde, o país regista 1492 casos positivos, incluindo 15 vítimas mortais.

Publicidade

Quando a situação parecia estas concentrada em Bissau, surgiram os primeiros casos em Bafatá e Gabu, as maiores cidades do país a seguir a Bissau.

As autoridades sanitárias guineenses terão autorizado a realização de uma investigação com a vacina contra a poliomielite no combate ao coronavírus, entre a população adulta e estima testar cerca de 3.400 adultos.

O estudo está a levantar inquietação por parte da sociedade civil, Almame Sissé, médico dos cuidados intensivos no principal Hospital do país, Simão Mendes lembra que o estudo terá ainda que passar por parâmetros legais.

"Passados três meses do primeiro caso diagnosticado, ainda faltam equipamentos nos hospitais guineenses. Os profissionais de saúde guineenses são heróis", afirma Almame Sissé.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.