Acesso ao principal conteúdo
Convidado

Covid-19: Guiné-Bissau autoriza testes com vacina contra a poliomielite

Áudio 08:31
Na Guiné Bissau, as autoridades de saúde autorizaram um teste com a vacina contra a poliomielite para combater o coronavírus. (ilustração)
Na Guiné Bissau, as autoridades de saúde autorizaram um teste com a vacina contra a poliomielite para combater o coronavírus. (ilustração) REUTERS - ROGAN WARD
Por: Lígia ANJOS
10 min

As autoridades de saúde autorizaram um teste com a vacina contra a poliomielite para combater o coronavírus. 

Publicidade

O protocolo foi submetido pelo consórcio americano-dinamarquês e envolve investigadores guineenses do Projecto de Saúde Bandim, que tem conduzido pesquisas com investigadores dinamarqueses nos últimos 40 anos, em Bissau.

A antiga ministra da Saúde e actual Alta Comissária para o combate ao coronavírus na Guiné-Bissau, Magda Nely Robalo, descreve "um mal-entendido" em volta deste estudo e por isso tentou, por via redes sociais, acalmar as pessoas. "A comunicação é a melhor arma para se esclarecerem equívocos que possam existir", afirma a responsável.

Por outro lado, a Sociedade Civil pede transparência, ética e responsabilidade pública e exige às autoridades guineenses a publicação do protocolo, que permite a realização de testes em 3400 pessoas, com mais de 50 anos. "Os guineenses precisam de esclarecimentos porque não são cobaia", lembra Sumaila Jaló, cidadão guineense.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.