Acesso ao principal conteúdo
Guiné-Bissau/Justiça

Guiné-Bissau: arquivado caso "Arroz do Povo", ex-ministro Nicolau dos Santos ilibado

Nicolau dos Santos, dirigente do PRS e ex-ministro da Agricultura na Guiné-Bissau, ilibado no caso "Arroz do Povo", no qual era suspeito de desvio de centenas de toneladas de arroz doado pela China em 2019.
Nicolau dos Santos, dirigente do PRS e ex-ministro da Agricultura na Guiné-Bissau, ilibado no caso "Arroz do Povo", no qual era suspeito de desvio de centenas de toneladas de arroz doado pela China em 2019. © Mussá Baldé
Texto por: Mussá Baldé
4 min

Ministério Público da Guiné-Bissau mandou arquivar o inquérito sobre o caso "Arroz do Povo", no qual o ex-ministro da Agricultura Nicolau dos Santos, era indiciado, por alegado desvio de centenas de tonladas de arroz doado pela China em 2019.

Publicidade

O Ministério Público da Guiné-Bissau ordenou esta terça-feira, 4 de Agosto, o arquivamento total do inquérito sobre o chamado caso "Arroz do Povo", no qual o ex-ministro da Agricultura Nicolau dos Santos, era indiciado, por alegado desvio de arroz doado pela China em 2019.

"Efectuadas as diligências julgadas necessárias à descoberta da verdade material e no decurso de todas as diligências, foram ouvidas as partes envolvidas no referido inquérito, não se verificaram indícios suficientes, para a continuidade do inquérito, daí deu-se origem ao arquivamento total dos respectivos autos", pode ler-se na certidão do Ministério Público.

"Quem falou mais alto foi a justiça" disse aos jornalistas, o antigo ministro Nicolau dos Santos, que actualmente é deputado do Partido de Renovação Social - PRS

"...não tinha mínimas dúvidas de que a justiça ia funcionar dessa forma, o que foi feito na altura, eu, para mim havia uma perseguição política, que acabou por ser confirmada pela justiça...estou satisfeito, porque eu fui ferido bastante, a minha família foi atingida, os meus amigos, os meus colegas, mas felizmente acabou por ser arquivado o processo".

Em abril de 2019, a Polícia Judiciária da Guiné-Bissau apreendeu, no âmbito de uma operação denominada "Arroz do Povo", várias centenas de toneladas de arroz doado pela China, que segundo aquela força de investigação criminal, estava a ser preparado para ser vendido ao público.

Na sequência da apreensão do arroz, a PJ tentou deter o ex-ministro da Agricultura Nicolau dos Santos, mas foi impedida pelas forças de segurança.

O arroz acabou por ser distribuído à população pelo anterior Governo, liderado por Aristides Gomes.

No total, a China doou 2.638 toneladas de arroz, no valor de três milhões de dólares (2,53 milhões de euros).

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.