Acesso ao principal conteúdo
Guiné-Bissau

Guiné-Bissau: jornalistas alertam para atentados à liberdade de imprensa

© DR
3 min

Dezenas de jornalistas guineenses realizaram uma vigília junto à Rádio Capital FM, em Bissau. A campanha "Zero Comunicação" foi lançada pelo Sindicato dos Jornalistas e Técnicos de Comunicação Social da Guiné-Bissau

Publicidade

Dezenas de jornalistas guineenses realizaram esta manhã uma vigília junto à Rádio Capital FM, em Bissau. A campanha "Zero Comunicação", lançada pelo Sindicato dos Jornalistas e Técnicos de Comunicação Social da Guiné-Bissau, pediu também aos órgãos de comunicação social para realizarem um dia de silêncio, sem notícias, reportagens e programas. O protesto visa alertar para os atentados à liberdade de imprensa.

“Realizamos a vigília para manifestar o nosso repúdio ao acontecimento d e26 de Julho, que culminou com a vandalização dos materiais da Rádio Capital FM”, avançou Diamantino Domingos Lopes, secretário-geral do Sindicato de Jornalistas guineense.

“Também queremos que os autores, morais e materiais, deste acto repugnante sejam traduzidos à justiça”, acrescentou.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.