Acesso ao principal conteúdo
Convidado

Guiné-Bissau: Empreendedores insurgem-se contra violação do estado de calamidade

Áudio 08:33
Logótipo da Associação dos Empreendedores Guineenses que denuncia a violação do estado de calamidade pelo governo e chefe de Estado, Umaro Sossico Embaló, no quadro das comemorações dos dias 24 e 27 de Setembro.
Logótipo da Associação dos Empreendedores Guineenses que denuncia a violação do estado de calamidade pelo governo e chefe de Estado, Umaro Sossico Embaló, no quadro das comemorações dos dias 24 e 27 de Setembro. © Associação dos Empreendedores Guineenses

A Associação dos Empreendedores Guineenses - em vias de legalização - alertou para a violaçao flagrante do estado de calamidade instaurado desde 9 de Setembro, com a cerimónia para assinalar os 47 anos da independência da Guiné-Bissau, que no passado dia 24 de Setembro juntou mais de 15.000 pessoas no estàdio nacional de Bissau.Carlos Uissa Correia, presidente e fundador desta associação, fala de "tremenda irresponsabilidade e incoerência" depois de ter escrito a 13 de Setembro uma carta aberta ao Presidente Umaro Sissoco Embaló, alertando sobre o desrespeito pelas normas de segurança sanitária, que poderia resultar numa contaminação de massa pela Covid-19, quando o país regista 39 óbitos e 736 casos activos da pandemia.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.