Guiné-Bissau

Guiné-Bissau: nomeação de um vice-primeiro-ministro

Soares Sambú, vice-primeiro-ministro da Guiné-Bissau.
Soares Sambú, vice-primeiro-ministro da Guiné-Bissau. Cristiana Soares/RFI

O Presidente da Republica procedeu ontem a uma míni remodelação do Governo. Umaro Sissoco Embalo exonerou do cargo de ministro da Presidência do Conselho de Ministros e Assuntos Parlamentares Mamadu Serifo Jaquité. Para substituir este responsável que era também porta-voz do governo, o Chefe de Estado nomeou Soares Sambu, que fica igualmente com o cargo de vice-primeiro-ministro.

Publicidade

De acordo com o decreto presidencial divulgado ontem à imprensa, Soares Sambu foi nomeado vice-primeiro-ministro sob proposta do primeiro-ministro guineense, Nuno Gomes Nabiam, com a tarefa específica de coordenar a área económica do Governo.

A nomeação de Soares Sambu para o cargo de vice-primeiro-ministro é inédita na Guiné-Bissau. Analistas da política e leis guineenses dizem que se trata de um acto inconstitucional porque não está  previsto na lei magna do país. Uma das vozes mais críticas é a do politólogo Rui Landim para quem se está "perante o fim do Estado". Na óptica do analista "o que estamos a ver são acções que entram em flagrante choque com a Constituição da Guiné-Bissau".

De referir que o recém-nomeado vice-primeiro-ministro já exerceu cargos de ministro em anteriores governos da Guiné-Bissau e é um antigo dirigente do PAIGC, formação que abandonou para se juntar ao Madem-G15. Antigo director de campanha de Umaro Sissoco Embaló, ele faz parte da direcção do Movimento para a Alternância Democrática, partido chefiado por Braima Camará. Este partido, juntamente com o PRS, a Assembleia do Povo Unido-Partido Democrático da Guiné-Bissau e ainda elementos de outras formações integram o executivo que sustenta o actual poder na Guiné-Bissau.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI