Guiné Bissau

Presidente Umaro Sissoco Embaló, felicitou Joe Biden, como novo presidente dos Estados Unidos

Umaro Sissoco Embalo, presidente da Guiné Bissau, felicita Joe Biden presidente eleito dos Estados Unidos
Umaro Sissoco Embalo, presidente da Guiné Bissau, felicita Joe Biden presidente eleito dos Estados Unidos SEYLLOU / AFP

Ontem, de partida para uma visita de trabalho a Mauritânia, o Presidente da Guiné/Bissau exortou os norte/americanos sobre a necessidade de observarem a paz e o civismo antes da publicação dos resultados das eleições presidenciais. Hoje, em nota oficial, felicitou o povo americano bem como o Presidente por eles eleito, neste caso Joe Biden.  

Publicidade

O Presidente Umaro Sissoco Embaló, felicitou Joe Biden, como novo presidente dos Estados Unidos.

Em nota endereçada a Joe Biden, Umaro Sissoco Embalo considerou que a eleição de Biden como 46º Presidente dos Estados Unidos de America representa oportunidade para o reforço das relações de parceria estratégica com a Guiné/Bissau, mormente no domínio da segurança.

As relações entre os Estados Unidos e a Guiné/Bissau baseiam/se sobretudo na luta contra o tráfico de drogas e apoios ao setor do ensino guineense, através de programa Cantina Escolar, que consiste em fornecimento de alimentos aos alunos do ensino básico.

O Presidente guineense vê ainda a eleição de Biden como um marco para o país iniciar a exportação dos seus produtos para o mercado norte/americano a luz da AGOA, Lei do Crescimento e Oportunidades para a África.

No entanto, Umaro Sissoco Embalo chamou atenção aos americanos no momento em que ainda pairavam dúvidas quanto ao desfecho das eleições agora ganhas por Joe Biden.

Em curtas declarações no aeroporto de Bissau, antes de viajar em visita de trabalho para a Mauritânia, o Presidente guineense exortou os norte/americanos a aceitarem os resultados das eleições, avisando que a Guiné/Bissau nao vai aceitar distúrbios nos Estados Unidos por causa das eleições.

Umaro Sissoco Embalo avisou mesmo que haveria sanções para aqueles que perturbam o processo eleitoral nos Estados Unidos.

Embalo disse que tem sido a mesma exortação que os Estados Unidos fazem quando há eleições em África ou na própria Guiné/Bissau.

Mussa Baldé, correspondente, em Bissau.

Correspondência Bissau

 

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI