Guiné-Bissau

Sociedade civil guineense reclama o "fim de rumores” sobre alegado golpe

Palácio presidencial da Guiné-Bissau.
Palácio presidencial da Guiné-Bissau. © Liliana Henriques
Texto por: RFI
3 min

O Presidente guineense recebeu ontem em audiência o presidente do Movimento Nacional da Sociedade Civil da Guiné-Bissau, Fodé Sanhá. Um encontro durante o qual abordaram assuntos da actualidade guineense, designadamente os rumores que têm circulado nos últimos dias sobre um eventual golpe de Estado na Guiné-Bissau.

Publicidade

À saída da audiência, Fodé Sanhá pediu o “fim dos rumores”, em declarações aos jornalistas. "Nós dissemos ao Presidente se de facto ele tem informações sobre uma tentativa de golpe de Estado e se isso é verdade. Para ele não houve, para ele deve ser um mero rumor, porque o país é fértil em rumores", declarou o representante da sociedade civil referindo ainda que Umaro Sissoco Embaló lhe disse ter mantido uma reunião com as forças de defesa durante a qual foi informado de que não há "pretensões nesse sentido".

Neste contexto, o líder associativo considerou que "o país não pode caminhar nessa senda, não há motivos, porque tudo o que está a ser feito é para bem da Guiné-Bissau. Não faz sentido. O que nós temos a dizer à sociedade é para estar tranquila, que as pessoas ponderem sobre o que falam e que devem falar sobre o que sabem. Não devemos deixar que o país seja apelidado de país de rumores".

De recordar que na passada sexta-feira, o Presidente da Guiné-Bissau, em declarações aos jornalistas, deu conta da existência de rumores sobre um eventual golpe de Estado. "Não ouviram rumores sobre golpe de Estado. Não ouviram que me vão matar, vão matar o ministro do Interior, ministro da Defesa, chefe do Estado-Maior, todos, mas estou sempre no meu carro pessoal", declarou Umaro Sissoco Embalo antes de acrescentar, "eu ando sozinho com os vidros em baixo, quem quiser que me siga pelo caminho".

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI