#Guiné-Bissau

Guiné-Bissau: Presidente não quer mais remodelações

Umaro Sissoco Embaló confirmado presidente da Guiné-Bissau pela CNE.
Umaro Sissoco Embaló confirmado presidente da Guiné-Bissau pela CNE. © rfi

Os novos membros do governo da Guiné-Bissau foram esta segunda-feira, 26 de Abril, empossados pelo Presidente Umaro Sissoco Embaló. O chefe de Estado  aproveitou a ocasião para reforçar que a maioria parlamentar, no poder, vai manter-se até ao fim da sua presidência.

Publicidade

O Presidente guineense deu posse aos novos membros do governo do primeiro-ministro, Nuno Nabiam, e aproveitou para deixar alguns recados.

Umaro Sissoco Embaló disse que a maioria parlamentar que está no poder se vai manter até ao fim da sua presidência.

"Não poderá haver uma outra maioria parlamentar que não esta que agora está a sustentar o governo”, salientou.

O chefe de Estado afastou a hipótese de uma nova maioria parlamentar que estaria a ser cogitada entre o PAIGC, de Domingos Simões Pereira, e o PRS de Alberto Nambeia.

A informação das negociações entre Domingos Simões Pereira e Alberto Nambei, para formar uma nova maioria parlamentar chegou a ser avançada por vários órgãos de comunicação.

Umaro Sissoco Embaló disse que tem consciência de que alguns partidos da coligação, nomeadamente o MADEM G-15, não estão de acordo com as mudanças operadas no governo, referindo que é preciso estabilizar a actual coligação.

O chefe de Estado convidou as mulheres guineenses a integrarem a vida política, dando o exemplo de Suzi Barbosa, ministra dos Negócios Estrangeiros, da Cooperação Internacional e Comunidades, agora promovida ao estatuto de ministra de Estado.

Com a colaboração de Mussá Baldé.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI