Guiné-Bissau/CPLP

Encerrou a Assembleia Parlamentar da CPLP em Bissau

10ª Assembleia Parlamentar da CPLP.
10ª Assembleia Parlamentar da CPLP. © Cortesia Aliu Candé

Em Bissau termina a 10ª Assembleia Parlamentar da CPLP sob o tema «o ambiente de negócios e desenvolvimento sustentável nos países da CPLP pós COVID-19».

Publicidade

A Guiné-Bissau recebe das mãos de Cabo-Verde a presidência rotativa Assembleia Parlamentar da Comunidade dos Países da Língua Portuguesa - CPLP - e aprova já o seu Plano de Actividades para o biénio 2021-2023 com 18 eixos prioritários. 

O novo Presidente em exercício da Assembleia Parlamentar da CPLP, Cipriano Cassamá, destaca entre outras prioridades para os próximos dois anos uma diplomacia proactiva para a implantação do projecto de mobilidade.

«Temos 18 prioridades, mas queremos aqui destacar, entre outras prioridades, a mobilidade. A nossa presidência vai entrar com toda a responsabilidade para que a mobilidade das pessoas na nossa comunidade seja uma realidade. Temos a outra; fazer com que a nossa comunidade seja reconhecida em todas as organizações internacionais. É uma diplomacia parlamentar forte: fazer com que nessa cimeira dos chefes de Estados seja assinado um acordo definitivo para a circulação de pessoas e bens», assegurou Cipriano Cassamá.

O tema central do encontro de Bissau foi o ambiente de negócios e desenvolvimento sustentável nos países da CPLP pós COVID-19, e no entendimento do novo Presidente do Parlamento Lusófono, os desafios visam também a recuperação das economias abaladas pela pandemia.

«Dar também o seguimento de implementação de medidas econômicas nos Estados-Membros para fazer face ao impacto da Covid-19. Como é que é a Covid-19, antes da Covid-19, e pós Covid-19», frisou Cipriano Cassamá.

A observação das eleições, o combate à violência doméstica e garantir o acesso à saúde e educação integram igualmente o Plano.

Participaram na décima Assembleia: Brasil, Portugal, Moçambique, São Tomé e Príncipe, e Timor, sendo que Guiné-Equatorial e Angola participaram por via online.

A declaração de Bissau marca o fim da 10ª Assembleia Parlamentar da CPLP que antecede a cimeira de Luanda.

A Guiné-Equatorial recebe a XIª Assembleia Parlamentar em 2023, e já assume a vice-Presidência do Parlamento para começar a preparar o encontro de Malabo.

Mais pormenores com o nosso correspondente, Aliu Candé.

 

Correspondência de Aliu Candé do dia 8 de Julho de 2021

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI