Guiné Bissau

Morreu Carlos Correia, antigo primeiro-ministro da Guiné Bissau

Na imagem, Carlos Correia, demitido do cargo de primeiro-ministro, pelo presidente, José Mário Vaz, da Guiné Bissau
Na imagem, Carlos Correia, demitido do cargo de primeiro-ministro, pelo presidente, José Mário Vaz, da Guiné Bissau DR

O anúncio da morte de Carlos Correia foi feito através de comunicado pelo Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), força política que liderou.

Publicidade

Carlos Correia, com 87 anos, foi primeiro-ministro quatro vezes, entre 1991 e 1994, entre 1997 e 1998, em 2008 e entre 2015 e 2016.

Engenheiro agrónomo de formação, este quadro do PAIGC foi, segundo o partido, um  “exemplo de nacionalismo e patriotismo, baseado no rigor, responsabilidade e transparência, em tudo”.

O nosso partido viu sucumbir aquele que ficará na memória dos militantes e colectiva dos guineenses como uma das maiores referências e reserva moral”, lamentou o PAIGC.

Carlos Correia era um veterano da luta pela independência, tendo feito os seus estudos superiores na antiga República Democrática da Alemanha, que integrava a União Soviética.

No seu último mandato como primeiro-ministro, em 2016, Carlos Correia foi demitido das suas funções pelo Presidente José Mário Vaz.

O político guineense faleceu vítima de doença, segundo informou ainda o PAIGC.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI