Guiné-Bissau

Guiné-Bissau: Presidência acusa Simões Pereira de "apego ao poder"

RFI

O braço-de-ferro continua na Guiné-Bissau. Em comunicado, a presidência da República acusa o ex-primeiro-ministro Domingos Simões Pereira de “obstinação e desmesurado apego ao poder”. A comunidade internacional apela aos líderes guineenses para que sejam "mais razoáveis". 

Publicidade

Continua o impasse político e a troca de acusações entre a presidência da República e o PAIGC quanto à formação do novo Governo.

Em comunicado datado de 08 de Outubro, a presidência da República acusa o líder do PAIGC e ex-primeiro-ministro Domingos Simões Pereira de “obstinação e desmesurado apego ao poder”.

Entretanto, a comunidade internacional apelou aos líderes da Guiné-Bissau para que sejam "mais razoáveis" na forma de verem os problemas do país. A indicação foi dada aos jornalistas pelo representante da União Africana, Ovídio Pequeno, no dia em que o ex-presidente da Nigéria e mediador da crise guineense, Olesegun Obasanjo, chega a Bissau para mais uma tentativa de resolver a crise num país sem governo há cerca de dois meses.
 

Oiça aqui a correspondência de Mussá Baldé, em Bissau.

Correspondência de Mussá Baldé

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI